últimas notícias

Acervo

Thermas para fugir do frio

Que tal nadar em piscinas aquecidas naturalmente? Veja algumas opções no Brasil e na América do Sul Por Vanessa Zampronho De São Paulo

Nada como sentir o calor das águas termais, que vêm do subterrâneo de regiões específicas e são aquecidas naturalmente. O Brasil tem duas cidades bastante conhecidas por terem essas maravilhas da natureza.

Uma delas é Olímpia, na região norte do estado de São Paulo, a 430 km da Capital. É lá que estão as Thermas dos Laranjais, com uma área de 300 mil m² e 55 atrações diferentes. A água das Thermas vem do Aquífero Guarani, um imenso reservatório natural de água que abrange boa parte da região central do Brasil. São piscinas de ondas, as para a prática de surfe, as que têm ondas, um rio lento, vários toboáguas, ofurôs e piscinas nas quais o banhista nunca afunda. Para chegar a Olímpia, uma opção é ir de avião pela Latam até São José do Rio Preto e, de lá, alugar um carro e dirigir por meia hora até Olímpia.

Outra cidade brasileira muito conhecida pelas águas quentes é Caldas Novas, em Goiás, a 760 km de São Paulo. O município possui aeroporto e, a empresa Gol faz todos os voos para lá, partindo de São Paulo. São vários parques aquáticos com águas termais, que são diversão garantida para todas as idades, como o Di Roma, o complexo Clube Privé Diversão, Lagoa Termas Parque e Ecologic Ville Resort & Spa. Recomenda-se que o turista fique hospedado pelo menos uma semana, para dar conta de conhecer bem pelo menos alguns parques. A rede hoteleira de Caldas Novas é ampla, com várias opções de hospedagem. Veja abaixo outras fontes termais na América do Sul.

ÁGUA QUE FAZ BEM

Embora as atrações das termas estejam abertas durante todo o ano, é no inverno que a procura por elas aumenta - tanto por ser período de férias escolares quanto pelas temperaturas mais baixas no centro-sul brasileiro.

Mas por que a água fica quente? Imagine a água da chuva, que se infiltra no solo. Em vez de ir para rios, lagos ou o mar, ela vai penetrando cada vez mais na terra e nas pequenas rachaduras das rochas e vai ganhando temperatura.

Ela não se infiltra para sempre: quando a água chega em rochas mais firmes e sem rachaduras, ela se acumula. Com a temperatura mais alta, a água vai ganhando pressão, e encontra caminhos mais rápidos de escapar para a superfície, formando as fontes termais. As fontes termais também aparecem em locais que possuem vulcões.

Há fontes termais em todos os continentes, e desde a antiguidade que suas águas são bastante apreciadas - vale lembrar dos habitantes dos impérios grego e romano, que possuíam locais públicos para tomar banho, e que são procurados até hoje.

NÃO DEIXE DE CONHECER

termas geometricas chile cred divulgacao 23108Termas Geométricas - Chile: As passarelas foram cuidadosamente projetadas entre as corredeiras de duas cachoeiras - daí vem o nome "geométrico". O vapor d'água das 20 piscinas aquecidas naturalmente é intenso, e quase pode cobrir o campo de visão. As águas têm propriedades medicinais, e as piscinas têm temperaturas diferentes.
(Foto: Divulgação)



parque de agua verano termas cacheuta 23097Termas de Cacheuta - Argentina: As águas das fontes e piscinas vêm do degelo das montanhas da Cordilheira dos Andes, que penetram no solo, e voltam mornas para a superfície. As piscinas têm temperaturas diferentes, e há tratamentos com banho de lama medicinal. Para quem quer andar pela região, há uma gruta com vapor de água natural.
(Foto: Divulgação)



turismo termas de polques hot springs bolivia cred fla 23267Termas de Polques - Bolívia: Elas ficam em uma região desértica e em grande altitude. Os dias são quentes, e as noites, bem frias. A estrutura é modesta para receber os visitantes, mas a temperatura da água é bem agradável.
(Foto: Fla)

Tops da Gazeta

Thermas para fugir do frioThermas para fugir do frio
últimas notícias

Acervo

Thermas para fugir do frio

Que tal nadar em piscinas aquecidas naturalmente? Veja algumas opções no Brasil e na América do Sul Por Vanessa Zampronho De São Paulo

Nada como sentir o calor das águas termais, que vêm do subterrâneo de regiões específicas e são aquecidas naturalmente. O Brasil tem duas cidades bastante conhecidas por terem essas maravilhas da natureza.

Uma delas é Olímpia, na região norte do estado de São Paulo, a 430 km da Capital. É lá que estão as Thermas dos Laranjais, com uma área de 300 mil m² e 55 atrações diferentes. A água das Thermas vem do Aquífero Guarani, um imenso reservatório natural de água que abrange boa parte da região central do Brasil. São piscinas de ondas, as para a prática de surfe, as que têm ondas, um rio lento, vários toboáguas, ofurôs e piscinas nas quais o banhista nunca afunda. Para chegar a Olímpia, uma opção é ir de avião pela Latam até São José do Rio Preto e, de lá, alugar um carro e dirigir por meia hora até Olímpia.

Outra cidade brasileira muito conhecida pelas águas quentes é Caldas Novas, em Goiás, a 760 km de São Paulo. O município possui aeroporto e, a empresa Gol faz todos os voos para lá, partindo de São Paulo. São vários parques aquáticos com águas termais, que são diversão garantida para todas as idades, como o Di Roma, o complexo Clube Privé Diversão, Lagoa Termas Parque e Ecologic Ville Resort & Spa. Recomenda-se que o turista fique hospedado pelo menos uma semana, para dar conta de conhecer bem pelo menos alguns parques. A rede hoteleira de Caldas Novas é ampla, com várias opções de hospedagem. Veja abaixo outras fontes termais na América do Sul.

ÁGUA QUE FAZ BEM

Embora as atrações das termas estejam abertas durante todo o ano, é no inverno que a procura por elas aumenta - tanto por ser período de férias escolares quanto pelas temperaturas mais baixas no centro-sul brasileiro.

Mas por que a água fica quente? Imagine a água da chuva, que se infiltra no solo. Em vez de ir para rios, lagos ou o mar, ela vai penetrando cada vez mais na terra e nas pequenas rachaduras das rochas e vai ganhando temperatura.

Ela não se infiltra para sempre: quando a água chega em rochas mais firmes e sem rachaduras, ela se acumula. Com a temperatura mais alta, a água vai ganhando pressão, e encontra caminhos mais rápidos de escapar para a superfície, formando as fontes termais. As fontes termais também aparecem em locais que possuem vulcões.

Há fontes termais em todos os continentes, e desde a antiguidade que suas águas são bastante apreciadas - vale lembrar dos habitantes dos impérios grego e romano, que possuíam locais públicos para tomar banho, e que são procurados até hoje.

NÃO DEIXE DE CONHECER

termas geometricas chile cred divulgacao 23108Termas Geométricas - Chile: As passarelas foram cuidadosamente projetadas entre as corredeiras de duas cachoeiras - daí vem o nome "geométrico". O vapor d'água das 20 piscinas aquecidas naturalmente é intenso, e quase pode cobrir o campo de visão. As águas têm propriedades medicinais, e as piscinas têm temperaturas diferentes.
(Foto: Divulgação)



parque de agua verano termas cacheuta 23097Termas de Cacheuta - Argentina: As águas das fontes e piscinas vêm do degelo das montanhas da Cordilheira dos Andes, que penetram no solo, e voltam mornas para a superfície. As piscinas têm temperaturas diferentes, e há tratamentos com banho de lama medicinal. Para quem quer andar pela região, há uma gruta com vapor de água natural.
(Foto: Divulgação)



turismo termas de polques hot springs bolivia cred fla 23267Termas de Polques - Bolívia: Elas ficam em uma região desértica e em grande altitude. Os dias são quentes, e as noites, bem frias. A estrutura é modesta para receber os visitantes, mas a temperatura da água é bem agradável.
(Foto: Fla)

Tops da Gazeta