Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sábado, 24 Agosto 2019 01:05

Vitória: Capital da natureza e história

A capital capixaba combina construções históricas, vegetação e praias que enchem os olhos
A cidade de Guarapari fica a 50 km de Vitória e tem algumas das praias mais bonitas do litoral capixaba A cidade de Guarapari fica a 50 km de Vitória e tem algumas das praias mais bonitas do litoral capixaba Tadeu Bianconi
Por Vanessa Zampronho
De São Paulo

As belezas naturais se sobressaem assim que se chega a Vitória, no Espírito Santo: o aeroporto Eurico de Aguiar Salles fica na beira da praia de Camburi, a mais movimentada da cidade. Não muito longe dali está um dos cartões-postais da cidade, o Parque Pedra da Cebola. Do outro lado do aeroporto, está o porto de Tubarão, um dos mais importantes do Brasil.

Um fato curioso sobre a capital é que o centro da cidade fica na ilha de Vitória (como Florianópolis, em Santa Catarina, e São Luís, no Maranhão). Fundada em 1551, a ilha ficou um bom tempo subdesenvolvida por conta do isolamento, mas formas de transporte passaram a ligá-la ao continente. Hoje o centro administrativo da capital e do estado estão na ilha.

Para quem quer conhecer um pouco da história da cidade, vale a pena ver o programa Visitar Centro Histórico, da prefeitura capixaba, que instalou placas informativas próximas a pontos turísticos importantes da cidade, onde estão guias que acompanham os turistas nas visitas.

Já na parte litorânea, uma das praias mais charmosas está na Ilha do Boi. Perto de lá, a Curva da Jurema tem águas calmas e é bastante frequentada. A praia do Canto é também um bairro comercial e com uma vida noturna bastante intensa.

A rede hoteleira de Vitória é bem estruturada, com hotéis e pousadas para todos os bolsos e preferências. Nas avenidas a beira-mar, restaurantes oferecem o melhor da culinária capixaba. De acordo com a gerente de vendas da agência QViagem, Amanda Conde, há opções de pacotes turísticos a partir de R$ 800 por pessoa, para um passeio de cinco dias, com hospedagem, voo e traslados inclusos.

Perto de Vitória, há pontos turísticos que valem uma esticada. Em Vila Velha, o Convento da Penha, construído a 154 metros de altura; em Guarapari, a 50 km de Vitória, as 30 praias são de tirar o fôlego; o balneário de Manguinhos, localizada em uma vila de pescadores, tem uma feira onde os pescadores vendem seus peixes.

BELA GEOGRAFIA

O litoral de Vitória é bastante recortado - isso cria locais como restingas, faixas de vegetação que crescem na areia da praia, e mangues, onde o rio encontra o mar. Além disso, formações de rocha são uma constante na ilha e na parte continental do estado. Isso possibilita o surgimento de morros maciços - sobre um deles está o Convento da Penha, em Vila Velha.

Esses morros circundam a ilha e impedem a entrada de ventos mais frios - o que faz de Vitória a cidade mais quente do estado, com pouca chuva durante o ano. Além das restingas, Vitória também tem florestas tropicais e partes de Mata Atlântica. Os parques da cidade são locais interessantes para conhecer parte desta vegetação.

Como lá é quente praticamente o ano todo, sempre há turistas em Vitória - mas nos meses de férias (dezembro-janeiro e julho) é que a cidade fica mais movimentada. Entre novembro e janeiro é quando mais chove, mas não atrapalha a viagem.

Uma tradição de Vitória são as panelas das paneleiras de Goiabeiras. As artesãs retiram argila do vale do Mulembá, próximo à capital, e fazem dela as panelas de barro mais famosas da cidade. É na Associação das Paneleiras de Goiabeiras que se pode acompanhar todo o processo de fabricação, desde a parte de moldar o barro até a queima das peças, e levar uma para casa como lembrança.

SERVIÇO

Agência QViagem
Facebook: facebook.com/qviagemturismo
Site: qviagem.tur.br

NÃO DEIXE DE CONHECER

vila velha convento 1 tadeu bianconi 31056Convento da Penha: Construído em 1558 no alto de um penhasco na cidade vizinha de Vila Velha, para chegar até lá a pé é necessário percorrer uma trilha de 1,5 km. Dá para chegar de carro - e a vista que se tem lá de cima impressiona. A entrada no convento é gratuita.
(Foto: Tadeu Bianconi)


parque municipal pedra da cebola foto leonardo silveira 9 31090Parque Pedra da Cebola: A pedra foi esculpida pela ação da natureza, e parece que ela está "descascando". É um dos cartões-postais de Vitória. O parque tem mais de 100 mil metros quadrados, e possui áreas para prática de esportes, um jardim oriental e um mirante. O melhor: a entrada é gratuita.
(Foto: Leonardo Silveira)


praia ilha do boi foto mariana garcia 4 31134Ilha do Boi: Não é uma ilha, e sim um bairro nobre de Vitória, e de fácil acesso. Tem duas das mais belas praias da capital capixaba: a praia da Direita, que é menos movimentada, e a praia Grande, a mais badalada.
(Foto: Mariana Garcia)

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - [email protected]
Comercial - [email protected]

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado