Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 06 Setembro 2019 23:56

Blumenau: Além da Oktoberfest

A arquitetura alemã e o clima ameno atraem turistas o ano todo, ainda mais na época da Oktoberfest
A cidade é mais conhecida pela maior festa de cultura alemã fora da Alemanha, a Oktoberfest, que acontece há 35 anos A cidade é mais conhecida pela maior festa de cultura alemã fora da Alemanha, a Oktoberfest, que acontece há 35 anos Paulo Baqueta
Por Vanessa Zampronho
De São Paulo

As palavras em alemão fazem parte do dia-a-dia de Blumenau, cidade localizada a pouco mais de 50 km do litoral catarinense. Nomes de ruas, de locais turísticos, pratos típicos, e o sotaque inconfundível são alguns dos atrativos do município, fundado por imigrantes alemães por volta de 1850. Foi o farmacêutico alemão Hermann Bruno Otto Blumenau que instalou estabelecimentos comerciais nessa época, e colocou de vez o vilarejo - batizado em seu nome - no mapa.

A cidade é mais conhecida pela maior festa de cultura alemã fora da Alemanha, a Oktoberfest, que acontece há 35 anos - a primeira edição foi em 1984, tinha a cerveja como carro-chefe e mais de 100 mil pessoas visitaram o evento. A festa acontece no Parque Vila Germânica, e hoje traz a culinária, shows e cultura alemãs - e a cerveja.

Mas, nos intervalos da festa da cerveja, a cidade merece um olhar especial. Há várias atrações, de parques a igrejas, passando por fábricas de cerveja e casas noturnas. Uma delas é a arquitetura da maioria das casas e edifícios, no estilo enxaimel: hastes de madeira encaixadas na horizontal, vertical e diagonal foram a estrutura das paredes, e os espaços entre elas são preenchidos por tijolos ou pedras. Um deles é o prédio da Prefeitura de Blumenau, que chama a atenção dos turistas. Tem mais de 10 mil m2 de área e é um dos prédios mais fotografados da cidade.

Há vários museus em Blumenau, como o do Cristal, conhecido também por Glas Park, que conta a história do processo de se fazer cristais. Há raridades como taças da região alemã da Boêmia e um rosário do século 16. A entrada é gratuita e a visitação está aberta de segunda a sexta, das 9h às 18h, e aos sábados, das 9h às 13h. Outro é o Museu da Família Colonial, com pertences do fundador da cidade. Nos fundos do museu, um espaço curioso, o cemitério dos gatos, onde a sobrinha-neta de Hermann Blumenau enterrava os seus vários felinos.

No centro da cidade, na Praça Roberto Landel de Moura, o relógio das flores é outro lugar muito fotografado. Único no estado, ele é movido a energia elétrica e é uma forma encantadora de saber as horas. Para quem quer fazer compras e levar produtos típicos, a rua Alberto Stein, dentro do Parque Vila Germânica, é uma boa opção. Para conhecer os chocolates de Blumenau, há algumas lojas na famosa rua XV de novembro, tida como a rua mais alemã da cidade: muitas construções são no estilo enxaimel. É lá também que acontecem os desfiles da Oktoberfest. Ou seja: visitar Blumenau é como ir à Alemanha sem sair do Brasil.

CLIMA ALEMÃO

Para ir a Blumenau de avião, os voos descem ou em Florianópolis ou no aeroporto da cidade de Navegantes, e o trajeto restante é feito de ônibus. Por outro lado, há linhas de ônibus que saem de São Paulo e vão diretamente para Blumenau - a viagem dura, em média, 12 horas. A rede de hotéis de Blumenau é extensa, mas é bom fazer a reserva de quartos com antecedência, especialmente na época da Oktoberfest, quando o número de turistas aumenta bastante.

Além da festa da cerveja, a cidade tem outros eventos durante o ano. Em janeiro, a Sommerfest é uma versão mais compacta da Oktoberfest; a Osterdorf, a vila da Páscoa, atrai turistas nesta época com uma programação especial; e a Magia de Natal, em dezembro, que traz o clima natalino europeu para o Brasil.

A região de Blumenau vale a pena ser visitada. Há outros pontos turísticos catarinenses que ficam próximos, como o parque Beto Carrero, localizado no município de Penha, a 60 km, um dos maiores parques temáticos do Brasil. Para quem quer passar uns dias na praia, Balneário Camboriú está a 67 km de distância e possui praias urbanas e desertas, com uma boa infraestrutura hoteleira. Mais perto, a 30 km, tem a cidade de Pomerode, conhecida como a mais alemã do Brasil, e não é à toa: grande parte da população fala alemão além do português.

NÃO DEIXE DE CONHECER

turismo blumenau oktoberfest cred prefeitura de blumenau 77770Oktoberfest: A festa acontece entre 9 e 27 de outubro, e a programação é extensa. A cerveja é a atração principal, mas os participantes também aproveitam as apresentações de bandas típicas, desfile e a gastronomia alemã. Mais informações no site oktoberfestblumenau.com.br.
(Foto: Divulgação/Turismoblumenau)



turismo blumenau parque das nascentes 01 cred secretaria de turismo ipam 77781Parque das Nascentes: A visitação é aberta aos visitantes nos fins de semana, das 8h15 às 17h. Uma das trilhas é a da Garganta, que leva o visitante até as correntes de água (foto). A entrada custa R$ 20, e dá para acampar no Parque. Para isso, é necessário fazer o agendamento da data e pagar a taxa de R$ 30.
(Foto: Paulo Baqueta)



turismo blumenau museu da cerveja 77748Museu da Cerveja: As fotos e equipamentos contam a história da cerveja e como ela é feita. A entrada é gratuita e o museu funciona de 2ª a 6ª, das 10h às 17h, e finais de semana, até as 16h.
(Foto: Divulgação/Turismoblumenau)

Mais nesta Editoria: « San Andrés: Caribe colombiano
Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado