Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sábado, 12 Outubro 2019 10:40

Chapada dos Guimarães: Natureza exuberante

Sítios arqueológicos e animais do cerrado também fazem parte da Chapada dos Guimarães
A vista da Chapada dos Guimarães impressiona pelas formações rochosas. Uma das formações mais conhecidas é a Crista de Galo (no centro da foto), que chama a atenção pelo seu formato único A vista da Chapada dos Guimarães impressiona pelas formações rochosas. Uma das formações mais conhecidas é a Crista de Galo (no centro da foto), que chama a atenção pelo seu formato único José Medeiros/Gcom-MT
Por Vanessa Zampronho
De São Paulo

No coração do Brasil, o Parque Nacional da Chapada dos Guimarães chama a atenção pela sua paisagem única. Os contornos dos paredões rochosos foram esculpidos ao longo de milhões de anos pela ação de chuva, rios e vento. A vegetação de lá tem árvores mais baixas e cobrem quase todo o espaço, dando um colorido especial. As quedas d'água são um refresco para o corpo e olhos, criando uma paisagem especial.

O parque é um dos destinos mais procurados do estado, e não somente pelos atrativos acima. O local também tem 46 sítios arqueológicos, 59 nascentes e uma enorme área de proteção ambiental - tudo para manter intacta essa parte do País.

É bom se preparar para andar pelas redondezas. A região Centro-Oeste do Brasil é bastante conhecida também pelas altas temperaturas e baixa umidade, ainda mais se a visita acontecer no outono ou inverno. É muito fácil os termômetros alcançarem os 40°C durante o dia - e com pouca ou nenhuma sombra. Por isso, levar um boné ou chapéu, usar protetor solar e um repelente de insetos são alguns dos itens que não devem ser esquecidos.

Mas o cuidado vale a pena. Ao andar pelas trilhas do parque, você se depara com paredões de arenito, árvores como ipês, buritis e babaçus, animais como antas, tamanduás-bandeiras e araras-vermelhas. Com um pouco de sorte, dá para avistar também onçaspintadas e lobos-guarás.

Nas trilhas dentro do parque, é possível visitar algumas formações rochosas que saltam aos olhos, como o Morro São Jerônimo, que fica no ponto mais alto, a 800 metros de altitude; a Cidade de Pedra, formada por paredões de arenito que lembram edifícios; e as cavernas, com a Aroe Jari, que conta com um lago no interior.

Para refrescar o corpo e apreciar a força da natureza, as quase 500 cachoeiras da região são um prato cheio. O cartão postal do parque é o Véu de Noiva, queda d'água com 86 metros de altura. O mirante tem visitação livre, mas os turistas não podem descer até o lago formado pela queda. Já outras cachoeiras, como a dos Namorados e as do circuito das cachoeiras estão liberadas para banho e o refresco.

NATUREZA PURA

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães tem uma função muito nobre: a de proteger a vegetação, fauna e rios da região. Ele foi criado, no século 20, justamente para conter a degradação ambiental das nascentes e do ecossistema local.

Há vários voos direto de São Paulo para o aeroporto de Chapada dos Guimarães. Já para chegar ao parque, as melhores opções são alugar um carro ou solicitar um por aplicativo, visto que do aeroporto até a entrada do parque são 11 km de distância, pela rodovia Emanuel Pinheiro.

Embora a maioria das atrações do parque tenha acesso livre, alguns locais só devem ser visitados com o auxílio de um guia credenciado e agendamento prévio. O site do parque tem todas as informações sobre quais atrações estão abertas, como fazer o agendamento e os horários de visitação.

Ao andar pelo parque, não esqueça de levar lanche e água, pois não há restaurantes ou lanchonetes dentro da área do parque. Já a infraestrutura hoteleira da Chapada tem hotéis e pousadas de todos os tamanhos e acomodações.

É lá também que está o centro geodésico da América do Sul. Neste ponto, a distância dos oceanos Atlântico e Pacífico é a mesma - e outro ótimo local para tirar fotos e dizer que está no meio do continente.


NÃO DEIXE DE CONHECER

veu de noiva 2 91726Véu de Noiva: A queda d'água impressiona pela altura: 86 metros que se destacam ao longe. Ela só pode ser vista do mirante, que está aberto o ano todo e não precisa de guia. É um dos pontos mais fotografados e admirados do Parque da Chapada dos Guimarães.
(Foto: José Medeiros/Gcom-MT)



morro do sao geronimo 91785Morro São Jerônimo: É um dos pontos mais altos do parque, situado a 800 metros de altitude. A visita deve ser agendada com antecedência, e a caminhada tem duração de quatro a cinco horas.
(Foto: José Medeiros/Gcom-MT)



caverna aroe jari 91774Caverna do Aroe Jari: Localizada a 46 km da Chapada, é um dos locais mais bonitos e únicos do Mato Grosso. Na língua dos índios bororo, Aroe Jari significa abrigo da alma, e é a maior caverna de arenito do Brasil, com 1.550 metros de extensão. Quando a luz do sol incide na água, os raios criam efeitos incríveis.
(Foto: José Medeiros/Gcom-MT)

Mais nesta Editoria: « Nas alturas em Itatiaia
Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado