Publicidade

X
TURISMO

Cidade das águas termais, Olímpia terá uma das maiores rodas-gigantes do Brasil

Município que tem como base o turismo aquático, com seus dois parques termais, Olímpia tem incentivado o surgimento de atrações secas

Publicidade

Projeto Roda Gigante na cidade de São Paulo (arquivo) / DIVULGAÇÃO/GOVERNO DE S.PAULO

Ícone da diversão na capital paulista entre as décadas de 1970 e 2010, o Playcenter anunciou a chegada a Olímpia (a 438 km de São Paulo), numa incursão da cidade do interior em busca de prolongar a estadia dos turistas.


Município que tem como base o turismo aquático, com seus dois parques termais, Olímpia tem incentivado o surgimento de atrações secas, para ocupar o tempo dos visitantes quando não estão no Thermas dos Laranjais ou no Hot Beach, que juntos têm condições de receber 28 mil banhistas por dia.

Leia Também

• Roda gigante na zona oeste gera críticas: ‘Vai tumultuar nosso sossegado bairro’


A chegada do Playcenter se dará com uma roda-gigante panorâmica, a primeira do grupo no país e que segue os moldes da Rio Star, do Rio de Janeiro.


Segundo o Playcenter, ela terá 88 m de altura e 54 cabines transparentes climatizadas, com capacidade para até oito pessoas em cada uma. Com isso, comportará 432 visitantes simultaneamente.


A parceria entre o Playcenter e Olímpia foi anunciada na prefeitura, onde o gestor da operação, Juan Espeche, disse que a roda-gigante já está sendo projetada e que também terá outras atrações, como comércio de souvenirs, praça de alimentação e espaço para eventos.


Ela será instalada numa área de 6.000 metros quadrados no cruzamento das avenidas Aurora Forti Neves e Constitucionalista de 32, na região dos parques aquáticos e resorts, e a previsão é de que entre em funcionamento ainda neste ano.


"É mais uma opção para o turista e a gente espera que o turista fique um dia a mais do que a gente está acostumado a recebê-lo. Ele terá mais lugares para ir e visitar", disse Ronald Remondy Júnior, secretário-executivo do distrito turístico de Olímpia e representante do trade local.


Levantamento da Secretaria de Turismo da cidade aponta que, em média, os turistas atualmente ficam quatro dias na cidade.


Dos cerca de 3 milhões de visitantes que recebia por ano antes da pandemia, 56% eram da capital e região metropolitana. Oito em cada dez são paulistas, geralmente casais com idades entre 26 e 50 anos, com filhos.


A chegada do Playcenter se somará a outros empreendimentos secos que têm surgido na cidade, como o Vale dos Dinossauros e o Museu de Cera -inaugurado no fim do ano passado.


O parque tentou, em 2021, comprar o Hopi Hari, em parceria com o Beto Carrero World e outras empresas, como Wet'n Wild, Senpar, RTSC e KR Capital, mas a aprovação do plano de recuperação judicial do Hopi Hari inviabilizou o negócio.


Olímpia, com uma população de 55 mil habitantes, tem uma rede hoteleira com 34 mil leitos, divididos entre 8 resorts, 21 hotéis, 47 pousadas, 2 hotéis-fazenda e 392 casas de temporada. A expectativa é que a cidade alcance cerca de 40 mil leitos até 2025.


Entre os passos futuros da cidade, que em setembro do ano passado se tornou o primeiro distrito turístico do estado, estão o projeto de construção de um aeroporto internacional, cuja concessão foi autorizada pela Secretaria Nacional de Aviação Civil e que depende de investidores privados.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ELEIÇÕES 2022

Haddad e Alckmin participam de inauguração de agroindústria em Andradina

Em primeira agenda conjunta, petista e pessebista ressaltaram a importância da aliança construída entre os partidos

MAIS CARO DA HISTÓRIA

Jantar com Warren Buffett é arrematado por quase R$ 100 milhões

Jantar foi arrematado no leilão beneficente anual realizado pelo investidor

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software