Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 27 Agosto 2019 13:06

Corpo achado amarrado e que pode ser do menino Gabriel passará por perícia

Familiares foram chamados à Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Registro para prestar depoimento. Polícia continua investigando o caso
Corpo encontrado em Iguape pode ser do menino Gabriel Corpo encontrado em Iguape pode ser do menino Gabriel Arquivo Pessoal
Por Diário do Litoral
De Santos

O corpo que foi encontrado no meio da tarde desta segunda-feira (26) no Rio Ribeira de Iguape, e que pode ser do menino Gabriel, passará por exames de perícia para apontar se o cadáver é realmente o garoto desaparecido há mais de 15 dias de Registro, no Vale do Ribeira. De acordo com as autoridades, os familiares não são capazes de realizar o reconhecimento do corpo.

No começo da noite, a família de Gabriel conseguiu realizar o reconhecimento das roupas e acessórios, o que inclui uma correntinha que estava no corpo da criança. Ela também vestia uma calça azul e uma bermuda laranja por baixo. A família alegou que Gabriel usava tanto o colar, quanto a bermuda no dia em que desapareceu. Apesar disso, a Polícia Civil de Registro ainda não confirmou oficialmente se o corpo realmente é de Gabriel.

Em um primeiro momento, o corpo foi avistado no meio da tarde de domingo (25) no Rio Ribeira Iguape, mas o resgate só foi possível durante a segunda-feira. De acordo com informações da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Registro, o cadáver foi encontrado por volta das 16h de domingo às margens do Rio Ribeira de Iguape. Após serem notificadas sobre a vítima, as autoridades foram deslocadas até a região para realizar o resgate, mas segundo informações apuradas pelo Diário do Litoral, o cadáver submergiu e foi levado pela correnteza ainda durante o começo da noite de domingo.

Devido à força das águas, o corpo acabou desaparecendo e equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas até a região para tentar localizá-lo. Apesar dos esforços das autoridades, as buscas foram encerradas às 23h devido à escuridão e uma nova operação foi iniciada nas primeiras horas desta segunda-feira.

Com o auxílio do Helicóptero Águia da Polícia Militar, as autoridades conseguiram localizar o corpo, que aparentemente seria o de uma criança, na região de Iguape. Segundo informações da DIG, o cadáver estava com as mãos amarradas. Amostras de sangue dos pais de Gabriel foram coletadas e agora, as autoridades aguardam exames de perícia para determinar a identidade da vítima.

Devido ao avançado estado de decomposição no qual o corpo se encontra, a identificação facial por familiares se tornou impossível e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Registro. Ninguém foi preso.

DESAPARECIMENTO

Gabriel Lopes Coutinho, de oito anos, desapareceu no dia 11 de agosto depois de sair de sua residência, em Registro, para empinar pipa. De acordo com a mãe do menino, a autônoma de 37 anos, Luciana Custódio, o garoto foi brincar com os amigos e todas as outras crianças voltaram para casa no começo da noite, com a exceção de Gabriel.

Os próprios familiares começaram a realizar buscas pelo garoto, mas não obtiveram sucesso. Nos dias seguintes, equipes do Corpo de Bombeiros também começaram a realizar buscas por ele nas redondezas do município, mas não o localizaram nas áreas de mata. As autoridades também levantaram a hipótese que Gabriel poderia ter caído em um poço, mas seguiram sem localizar novas pistas de seu paradeiro. O garoto foi avistado pela última vez às 17h30 do próprio dia 11 em frente a uma igreja.

Depois de oito dias de buscas, o Corpo de Bombeiros da cidade decidiu encerrar as buscas por Gabriel alegando que ele não estava na área de mata próxima a Registro. Durante as diligências feitas pela Polícia Civil, as autoridades encontraram peças de roupa do menino e a pipa com a qual ele saiu para brincar no dia que desapareceu.

Ao todo, mais de 50 pessoas já foram ouvidas pela DIG de Registro e mais recentemente o padrasto do menino passou a ser investigado. Imagens de uma câmera de monitoramento flagraram o homem em seu carro e o vídeo mostra que uma criança estava dentro do automóvel. Após mais de dez horas de depoimento, o padrasto de Gabriel admitiu que estava com uma criança em seu veículo, mas afirmou que não era seu enteado.

A família de Gabriel cogita a possibilidade que o menino tenha sido seqüestrado. Até o momento, ninguém foi preso e a Polícia Civil segue investigando o paradeiro da criança.


*Por LG Rodrigues, do Diário do Litoral

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado