últimas notícias

Pabllo Vittar enaltece compositor maranhense Yhago Sebaz

O cantor e compositor maranhense Yhago Sebaz chamou a atenção do grande público para sua obra nesta semana quando a cantora Pablo Vittar elogiou a música ‘Em Cima de Mim’ nos stories do Instagram. “Que trabalho lindo”, afirmou Vittar sobre o clipe lançado neste mês.

Em ‘Cima de Mim’ fala, de forma delicada, de um relacionamento homoafetivo e lembra, por tabela, da importância da representatividade LGBT nas relações cotidianas. O clipe foi gravado na antiga pedreira, localizada em Rosário (MA), conhecida hoje como Lagoa Azul, e se destaca pela força e beleza das cenas.

Yhago Sebaz nasceu e se criou em São Luís, onde tem uma trajetória artística desde o início de sua vida. Cresceu no teatro e na dança e descobriu a paixão pela música na adolescência. Formado em design, atualmente reside em São Paulo, onde divide seu tempo entre a música e os estudos em music branding e atuação.

O vídeo ficou a cargo dos irmãos Gleno Rodrigues e Ícaro Rodrigues, responsáveis por uma fotografia que enaltece a beleza da paisagem e retrata com sensibilidade a mensagem a ser transmitida, além de contar com a participação do ator Francisco Gonçalves, todos maranhenses. “É para reforçar o orgulho por minhas origens e para mostrar o potencial da minha terra”, afirma o compositor.

A capa do single é uma obra do designer Gabriel Hislla, que recentemente trabalhou desenvolvendo a capa da música Live it Up, tema oficial da Copa do Mundo 2018. A tentativa foi a de materializar o novo conceito utilizado pelo artista influenciado pelo afrofuturismo e psychotropicalismo, identidade visual desenvolvida através da colaboração criativa do designer e do músico que será explorada em todo o projeto Meio Amargo.

Em 2014, o artista lançou o álbum #NegoBeats que enaltece a música negra e traz elementos da musicalidade maranhense. Já Em Cima de Mim, composta em parceria com o músico maranhense Israel Costa, abre o projeto Meio Amargo, que traz elementos do blues e uma sonoridade mais orgânica para o trabalho do cantor, que se auto intitula como artista pop.

Tops da Gazeta