Publicidade

X

Brasil

Índice de inadimplência cai em agosto, mas atinge 61,5 milhões, diz Serasa

De acordo com a Serasa, as dívidas somaram R$ 274 bilhões no oitavo mês deste ano, com média de quatro endividamento por CPF, totalizando R$ 4.453 por pessoa Por Estadão Conteúdo De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 18/09/2018 às 23:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O total de consumidores inadimplentes atingiu 61,5 milhões em agosto, informa a Serasa Experian. No período, o índice que mede o nível de inadimplência caiu 0,16% na comparação com julho, quando o montante de pessoas que não honraram seus compromissos financeiros foi de 61,6 milhões. Trata-se do segundo recuo consecutivo. Já na comparação com agosto de 2017 (60,4 milhões), houve aumento de 1,82%.

De acordo com a Serasa, as dívidas somaram R$ 274 bilhões no oitavo mês deste ano, com média de quatro endividamento por CPF, totalizando R$ 4.453 por pessoa.

O ritmo de crescimento econômico mais lento do que o esperado para 2018 comprometeu uma maior reversão do desemprego, conforme os economistas da Serasa. "Esse fator acabou por ainda manter a inadimplência do consumidor em patamares elevado, apesar do recente recuo da inflação após os impactos adversos provocados pela paralisação dos caminhoneiros", explicam.

Bancos e cartões de crédito seguiram com a maior participação no total de dívidas atrasadas em agosto, porém registraram a maior queda, de 1,6 ponto porcentual, em relação ao apurado no mês correspondente de 2017.

Já Utilities (contas de energia elétrica, gás e água) se destacou com a maior alta observada entre os segmentos, no oitavo mês deste ano, de 2,1 pontos porcentuais em relação ao oitavo mês do ano passado.

Por gênero, os indicadores de inadimplência repetiram, em agosto, as mesmas participações registradas pelo levantamento da Serasa nos últimos seis meses: 49,1% para mulheres e 50,9% para homens.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

LITORAL PAULISTA

Garoto morre após ser agredido em escola da Baixada Santista; veja vídeo

Adolescente de apenas 13 anos foi agredido por colegas e morreu na última terça; deputada pede explicações a órgãos de segurança e de educação

Vagas de estágio

Empresa Basf tem mais de 300 vagas em aberto; veja as oportunidades

Vagas são para os estados de São Paulo, Bahia, Mato Grosso, Goiás e Pernambuco e devem ser preenchidas ao longo do ano

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter