Publicidade

X

Esportes

Gabriel revela desejo de continuar no Santos em 2019, mas admite dificuldade

O jogador admitiu que não deverá ser fácil acertar a sua permanência por mais uma temporada, o que só ocorreria se a diretoria santista conseguisse prorrogar o seu compromisso de empréstimo Por Estadão Conteúdo De Santos

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 20/09/2018 às 02:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Emprestado pela Inter de Milão, o atacante Gabriel tem contrato com o Santos até o final deste ano, mas afirmou nesta quarta-feira, em entrevista coletiva no CT Rei Pelé, que deseja poder continuar no clube em 2019. O jogador, porém, admitiu que não deverá ser fácil acertar a sua permanência por mais uma temporada, o que só ocorreria se a diretoria santista conseguisse prorrogar o seu compromisso de empréstimo.

"Eu tenho contrato com a Inter e tenho muito carinho pelo Santos Não quero pensar nisso agora, mas vou ficando triste, pois os jogos estão acabando, o contrato acaba, e aí (o acerto para renovação do acordo) é só fora de campo, algo que não é meu. Vou pensar com carinho se fico ou vou embora, mas as coisas não dependem só de mim. Estou feliz e no final do ano a gente conversa e resolve", afirmou o jogador.

Atual artilheiro isolado do Campeonato Brasileiro, com 12 gols, o atleta também comemorou a grande fase que vive e lembrou que a própria passagem inicial - e breve - pelo futebol europeu, no qual fracassou antes deste seu retorno ao Santos, o fez crescer como jogador e também em sua vida fora dos gramados.

"Vivo meu melhor momento na carreira. Isso é transformado em números, mas melhorei taticamente, como pessoa e ser humano. Melhorei muito após a minha ida para a Europa, eu amadureci. Vivo meu melhor momento dentro e fora de campo", ressaltou.

Hoje com apenas 22 anos, Gabriel surgiu muito jovem como grande promessa pelo time da Vila Belmiro e, após se consolidar com gols e feitos com a camisa santista, foi contratado pela Inter de Milão em 2016, quando o clube italiano pagou 25 milhões de euros (cerca de R$ 91 milhões, na cotação da época) para tirá-lo da equipe brasileira. Entretanto, ele disputou poucas partidas pelo time e acabou sendo emprestado ao Benfica, pelo qual também quase não atuou antes de acertar o seu retorno ao Santos em janeiro deste ano.

200 JOGOS PELO CLUBE

No somatório de suas duas passagem pelo time santista, Gabriel vai completar 200 partidas pelo clube no próximo domingo, quando enfrentará o Cruzeiro, às 19 horas, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. O atleta também festejou esta marca. E, ao comentá-la, deixou claro que espera que a sua trajetória com a camisa santista não seja encerrada no final deste ano.

"É um número expressivo. Espero que consiga mais 200. É agradecer ao elenco, ao Cuca, à minha família. É um momento especial e vamos tentar vencer, que é o mais importante", afirmou o atacante, enfatizando também que precisa se preocupar agora apenas com os próximos desafios que o time alvinegro terá pela frente.

"Meu foco, hoje, é o Santos. Estou feliz. Tenho tido marcas e isso ajuda. Eu acho que é melhor pensar com calma (no futuro), é uma coisa complicada. Todos sabem do meu carinho pelo Santos", repetiu Gabriel, lembrando também que a sua equipe tem de saber aproveitar o fato de que tem uma partida a menos do que outros 18 times do Brasileirão para decolar na tabela da competição, na qual hoje ocupa o nono lugar, com 32 pontos.

"Pensamos em ganhar todos os jogos. É ver onde podemos jogar. O Santos pensa sempre em conquistar uma vaga na Libertadores. Esperamos conseguir os três pontos no domingo e mais três no jogo a menos contra o Vasco", projetou, se referindo ao confronto com a equipe carioca, válido ainda pela terceira rodada da competição, que foi adiado e só pôde ser reagendado para o próximo dia 27, no Pacaembu.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

CONFUSÃO NA CÂMARA

VÍDEO: Deputado do PSOL troca empurrões com deputado do União e expulsa com chutes integrante do MBL

As agressões ocorreram no fim do corredor das comissões da Câmara, local com intensa movimentação de políticos e assessores

TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Homem queima namorada após discussão no interior de SP

Vítima está com estado de saúde instável; homem foi preso e caso segue em investigação

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter