X

Brasil

PF mira desvios em contratos de R$ 70 milhões em cidades do Pará

A Operação Hospitator mira supostos desvios de recursos públicos federais destinados às áreas da educação, saúde e assistência social das cidades de Abaetetuba e Belém Por Estadão Conteúdo De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 20/09/2018 às 15:55

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, 20, em parceria com o Ministério da Transparência, Controladoria-Geral da União (CGU) e a Receita Federal, a Operação Hospitator, que mira supostos desvios de recursos públicos federais destinados às áreas da educação, saúde e assistência social das cidades de Abaetetuba e Belém, no Pará. A corporação dá conta de que as fraudes em licitações teriam ocorrido entre 2009 e 2016.

De acordo com a PF, "ao todo estão sendo cumpridos 20 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão temporária em órgãos públicos, empresas, escritórios de contabilidade e residências dos envolvidos".

"As investigações tiveram início com a apuração de desvio de verbas federais por duas empresas que tinham convênio e contratos com a prefeitura municipal. Após diligências, constatou-se que existia uma rede de empresas e escritórios de contabilidade que atuavam, com anuência de servidores públicos, para vencer ilicitamente licitações. Aproximadamente 25 empresas estão envolvidas no esquema criminosos, várias ligadas à família da ex-gestora municipal, que receberam aproximadamente R$70 milhões da Prefeitura de Abaetetuba/PA, durante os seus mandatos", diz a PF.

Os presos serão ouvidos na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal no Pará e ficarão à disposição da Justiça Federal. "Todo o material apreendido será analisado e periciado na busca de provas e evidências que confirmem os crimes contra a Administração Pública e de Lavagem de Dinheiro no município de Abaetetuba/PA", segue a PF, em nota.

De acordo com a Polícia Federal, o nome da operação, "Hospitator", é referente à "expressão que em latim significa hospedeiro, fazendo referência à atuação prolongada do grupo criminoso na administração do município".

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Confira o resultado da Quina no concurso 6420, nesta sexta (19)

O prêmio é de R$ 43.000.000,00

MELHORE SEU DESEMPENHO

Como ir bem na entrevista de emprego? Veja dicas de especialista

Com a competição acirrada no mercado de trabalho, as entrevistas de emprego têm se tornado um processo cada vez mais importante

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter