X

Grande São Paulo

Embu das Artes realiza 1º Seminário de leishmaniose canina e humana

O evento foi idealizado pelo Centro de Controle de Zoonoses e pela Vigilância Epidemiológica e contou com a participação de profissionais da rede municipal da cidade e da região Da Reportagem De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 21/09/2018 às 11:25

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A cidade de Embu das Artes sediou o 1º Seminário de leishmaniose canina e humana na última terça-feira, no Centro Cultural Mestre Assis do Embu. O evento foi idealizado pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e pela Vigilância Epidemiológica, coordenados por Weluma Souza e Leonardo Marcolan, e contou com a participação de profissionais da rede municipal da cidade e da região.

O secretário municipal de Saúde, José Alberto Tarifa, ressaltou a importância de estar sempre atentos a patologias que não são tão comuns.

Marcelo Pavone Pimont, médico veterinário da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen), apresentou o cenário da leishmaniose visceral na região metropolitana de São Paulo. Embu das Artes está entre os municípios com transmissão canina. Segundo Pimont, as regiões da Ressaca, Itatuba e Pinheirinho apresentam espécies de flebotomínios, mosca transmissora da doença. Porém, não há diagnóstico confirmado da doença em cães, nem em humanos, no município.

Para Fredy Galvis-Ovallos, biólogo e pós-doutorando em Ciências da Saúde, pela Universidade de São Paulo (USP), é de extrema importância a vigilância entomológica para o controle da doença, por meio de armadilhas e busca ativa em áreas de risco, geralmente rural ou de mata, para ajudar a elaborar medidas de prevenção. “O pico de transmissão vai de setembro até o fim do verão, período de chuvas”, explicou.

O seminário teve ainda palestras da professora doutora Marcia Dalastra Laurenti, do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina da USP e do médico sanitarista Afonso Viviani Júnior.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ATENÇÃO MOTORISTAS

Perdeu a placa do veículo? veja o passo a passo do Detran-SP para emitir uma nova

Só é permitida a emissão de uma nova placa se o veículo estiver devidamente licenciado, com todas as taxas em dia e sem multas pendentes

Oportunidade

TRF vai iniciar inscrições de concurso com salários de até R$ 13,9 mil; veja cidades

Ao todo, são 263 vagas para os níveis técnico e superior; Inscrições iniciam dia 29 de abril e seguem até o dia 28 de maio

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter