Publicidade

X

Mundo

Ao menos 100 morrem após naufrágio de balsa na Tanzânia

A balsa de passageiros MV Nyerere viajava entre Ukara e Bugolora quando virou e afundou no Lago Vitória na quinta-feira (20) Por Estadão Conteúdo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 21/09/2018 às 15:20

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O naufrágio de uma balsa na Tanzânia matou ao menos 100 pessoas, informou a rádio estatal do país nesta sexta-feira, 21. A balsa de passageiros MV Nyerere viajava entre Ukara e Bugolora quando virou e afundou no Lago Vitória na quinta-feira.

Ao menos 37 pessoas foram resgatadas até a noite de quinta, quando as equipes de resgate suspenderam os trabalhos.

Os esforços foram retomados na madrugada desta sexta e, segundo o comissário da região de Mwanza, John Mongella, é provável que o número de mortos aumente.

De acordo com a Cruz Vermelha da Tanzânia, estima-se que mais de 200 pessoas possam ter morrido, considerando os relatos de pescadores e testemunhas que estavam nas proximidades, já que os passageiros voltavam de um dia movimentado no mercado.

O número de pessoas que estavam a bordo é desconhecido, mas pode oscilar entre 400 e 500. Conforme disse o comandante da polícia de Mwanza, Jonathan Shanna, nenhum estrangeiro foi identificado entre os mortos. O presidente John Magufuli pediu ao país para manter a calma.

Acidentes são frequentemente registrados no grande lago de água doce cercado pela Tanzânia, Quênia e Uganda. Balsas como a MV Nyerere geralmente transportam centenas de passageiros e operam superlotadas.

Alguns dos acidentes no Lago Vitória com maior número de mortes foram registrados na Tanzânia, onde as embarcações costumam ser velhas e operam em más condições.

Em 1996, mais de 800 morreram quando a balsa de passageiros e carga MV Bukoba afundou no Lago Victoria. Quase 200 morreram em 2011, quando o MV Spic Islander afundou na costa do Oceano Índico, na Tanzânia, perto de Zanzibar. Fonte: Associated Press.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Vagas de estágio

Empresa Basf tem mais de 300 vagas em aberto; veja as oportunidades

Vagas são para os estados de São Paulo, Bahia, Mato Grosso, Goiás e Pernambuco e devem ser preenchidas ao longo do ano

PARAGUAÇU PAULISTA

VÍDEO: Câmeras flagram menino de 12 anos furtando moto no interior SP

Veículo foi abandonado momentos depois; testemunha prestou depoimento à polícia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter