Publicidade

X

Previdência

4,5 milhões têm até sexta para sacar cota do PIS/Pasep

O prazo para realizar a retirada termina na próxima sexta-feira, dia 28 de setembro. O valor disponível para esses trabalhadores é de R$ 5,95 bilhões Por Folhapress De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 24/09/2018 às 16:10

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Aproximadamente 4,5 milhões de cotistas do PIS/Pasep ainda não sacaram os valores disponibilizados para beneficiários com menos de 60 anos de idade, segundo Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil. O prazo para realizar a retirada termina na próxima sexta-feira, dia 28 de setembro. O valor disponível para esses trabalhadores é de R$ 5,95 bilhões.

Na Caixa Econômica, responsável pelo pagamento do PIS, cerca de 4 milhões de pessoas ainda não fizeram o resgate de R$ 5,3 bilhões. O Banco do Brasil, que paga o Pasep, ainda guarda R$ 649 milhões de 477 mil cotistas com até 59 anos de idade.

Tem direito às cotas do PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada ou foi servidor público entre 1971 e 4 de outubro de 1988 e que ainda não fez o saque.

O beneficiário que não realizar a retirada no prazo não perde o dinheiro, mas só voltará a ter direito ao saque quando atingir algum dos requisitos previstos em lei, como ao completar 60 anos de idade ou se aposentar.

Parte dos beneficiários que são correntistas da Caixa, Banco do Brasil e de oito bancos privados que fizeram acordo com o governo tiveram o dinheiro transferido diretamente para suas contas, segundo o Ministério do Planejamento.

Falhas cadastrais, porém, impediram a transferência para cerca de 5 milhões dos 6,5 milhões de clientes de bancos privados com direito ao benefício.

Cidadãos interessados em saber se têm direito ao recurso devem consultar as páginas na internet da Caixa e do Banco do Brasil ou ir diretamente às agências desses bancos. É preciso levar um documento oficial com foto.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SEGURANÇA PÚBLICA

Sindicato protesta contra Derrite por exclusão da Polícia Civil de operação em SP

Presidente do sindicato dos delegados disse que decisão de Derrite de dar mais protagonismo à PM em detrimento à Polícia Civil pode 'fragilizar a estrutura policial'

Programa Jovem Aprendiz

Em busca do primeiro emprego? Empresa Raízen está com 240 vagas abertas

Interessados em se candidatar devem ter entre 16 e 21 anos; não é necessário ter experiência prévia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter