X

Esportes

Técnico defende Cristiano Ronaldo de caso de estupro e explica ausência da seleção

O atacante, que já havia ficado fora da última chamada, entrou em acordo com a Federação Portuguesa para não integrar a lista e seguir seu processo de adaptação na Juventus Por Folhapress De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 04/10/2018 às 17:45

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O técnico Fernando Santos anunciou os convocados da seleção de Portugal para os jogos contra Polônia e Escócia sem Cristiano Ronaldo. O atacante, que já havia ficado fora da última chamada, entrou em acordo com a Federação Portuguesa para não integrar a lista e seguir seu processo de adaptação na Juventus.

Durante entrevista coletiva, Santos negou que a ausência pudesse indicar uma aposentadoria de Cristiano Ronaldo da seleção portuguesa. "Ele já deixou claro várias vezes sobre sua inteira disponibilidade para a seleção e não prevejo que mude de ideia", afirmou.

Enquanto se adapta à Juventus, Cristiano Ronaldo convive com uma acusação de que teria estuprado a norte-americana Kathryn Mayorga em 2009. A acusação foi revelada pela revista alemã Der Spiegel no ano passado. Na última semana, a publicação trouxe uma nova entrevista com a norte-americana, que revelava seu nome e dava detalhes de como o crime teria acontecido.

Cristiano Ronaldo nega veementemente as acusações. Pelas redes sociais, o português disse que não alimentaria um "espetáculo midiático montado".

"Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjeto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem quer se promover à minha custa", escreveu o português.

A fala de Cristiano Ronaldo foi corroborada por Fernando Santos. O técnico da seleção de Portugal defendeu seu jogador e disse acreditar que ele seja inocente.

"Acredito naquilo que o jogador publicou, em que considera o ato de estupro abjeto e reafirma que é inocente daquilo que é acusado. Conheço bem Ronaldo e acredito plenamente naquilo que ele diz. Ele não cometeria o crime do qual é acusado. Não acredito nisso."

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ATENÇÃO MOTORISTAS

Perdeu a placa do veículo? veja o passo a passo do Detran-SP para emitir uma nova

Só é permitida a emissão de uma nova placa se o veículo estiver devidamente licenciado, com todas as taxas em dia e sem multas pendentes

Oportunidade

TRF vai iniciar inscrições de concurso com salários de até R$ 13,9 mil; veja cidades

Ao todo, são 263 vagas para os níveis técnico e superior; Inscrições iniciam dia 29 de abril e seguem até o dia 28 de maio

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter