Publicidade

X

Grande São Paulo

Irmão de paciente é agredido em pronto atendimento na Vila Dirce, em Carapicuíba

Vídeo que circula nas redes sociais mostra homem levando ‘gravata’ e desmaiando. Secretaria da Saúde diz que agressor não é funcionário Da Reportagem De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 04/10/2018 às 22:18

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Uma agressão a um paciente no pronto atendimento da Vila Dirce, em Carapicuíba é investigada pela Polícia Civil local. O caso foi registrado na madrugada do último sábado, mas nessa semana um vídeo mostrando a agressão foi divulgado nas redes sociais.

No filmagem, o professor C.A.M., de 35 anos, aparece sendo contido por três homens. Um deles lhe aplica uma “gravata”. O professor perde a consciência, cai de costas, bate a cabeça com força no chão e começa a sangrar. Logo depois é arrastado pelo mesmo homem que deu a gravata.

Ele contou que acompanhava o irmão que havia sofrido um ataque epilético, e que foi agredido por pelo menos dois seguranças após reclamar da demora no atendimento.

O professor contou ainda que demorou para receber atendimento depois da agressão. A ficha mostra que ele passou pelo médico às 5h31 de sábado. A agressão aconteceu por volta das 4h.

A Prefeitura de Carapicuíba disse que abriu uma sindicância para apurar o caso e afirma que o homem que arrastou o professor não é funcionário.

Sobre o atendimento, a Secretaria de Saúde da cidade afirmou que a demanda é alta, porque há muitos pacientes que deveriam procurar UBSs e acabam indo até essa unidade. A pasta nega que haja falta de profissionais ou material.

A secretaria também informou que o irmão do professor chegou numa viatura do Samu e foi atendido de imediato pela urgência, às 2h57, e que às 3h10 já estava medicado.

Em nota, a Prefeitura de Carapicuíba disse que o comportamento dos vigias não condiz com a conduta e valores da administração municipal, e que a Secretaria de Segurança também abriu sindicância para averiguar esse caso.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

LOTERIAS

Lotomania, concurso 2.608: prêmio acumulou e vai a R$ 2 milhões

A aposta é unica e custa R$ 3 e pode ser realizada também pela internet, até as 19h

OUTONO

Fim de semana em São Paulo será marcado por pancadas de chuva

No fim de semana a Capital terá dias quentes mas com pancadas de chuva; máxima de 28°C e mínima de 19°C

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter