Publicidade

X

Capital

Câmeras do muro da USP ainda não estão integradas à prefeitura

Prefeitura de São Paulo doou 89 equipamentos para tentar inibir os supostos vandalismos na estrutura de R$ 20 milhões Da Reportagem De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 05/10/2018 às 21:48

Atualizado em 06/10/2018 às 02:47

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A Universidade de São Paulo (USP) recebeu 89 câmeras de monitoramento para serem utilizadas no muro de vidro de sua raia olímpica, às margens da Marginal Pinheiros. De acordo com a prefeitura as câmeras ainda não estão integradas ao City Câmeras. Cabe à USP a instalação à USP a instalação e ações necessárias para funcionamento das câmeras.

A instalação das câmeras tem como objetivo inibir os supostos vandalismos que acontecem no local, possivelmente depredado pela 13ª vez na última terça-feira. O custo da implantação do muro de vidro é estimado em R$ 20 milhões, pagos por doações de empresas. Desde sua construção, mais de 20 placas foram encontradas quebradas.

Além dos equipamentos disponibilizados na USP, o City Câmeras pretende contar com outros 10 mil pontos de filmagem instalados na capital paulista nos próximos quatro anos. Atualmente, são 2.176 câmeras instaladas para inibir a ação de criminosos. Desse total, espalhado por várias regiões da cidade, 597 se encontram inoperantes devido a problemas técnicos, como falta de energia ou internet. De acordo com a Secretaria Municipal de Segurança Urbana, a iniciativa privada já doou 3.249 câmeras para a cidade.

O City Câmeras é uma plataforma colaborativa, onde pessoas físicas e jurídicas podem disponibilizar as imagens de suas câmeras. As imagens captadas ficam armazenadas em nuvem durante sete dias.

“É importante ressaltar que a atual gestão herdou 75 câmeras na cidade, ao custo de aproximadamente 320 mil reais mês. Com este projeto, hoje temos mais de 2 mil câmeras operando em São Paulo”, afirma em nota.

Doações

Segundo a gestão Bruno Covas (PSDB), a Prefeitura de São Paulo firmou tratativas para receber R$ 720 milhões em doações entre janeiro de 2017 e março de 2018 e, desse total, haviam sido efetivamente recebidos R$ 505 milhões, ou seja, 70%.

CET, GCM e Prefeituras Regionais recebem veículos

Entre os bens, valores e serviços recebidos pela Prefeitura de São Paulo, estão veículos doados para a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Eles foram entregues em 2017 e estão sendo utilizados no programa Marginal Segura.

A incorporação dos chamados “Veículos Anjos” à frota trouxe mais agilidade no atendimento de ocorrências. Foram 10 motos XRE 300 C da Honda, 10 motos Tenere 250 da Yamaha, 10 pick-ups L200 da Mitsubishi, dois Ducato da Fiat e dois ônibus da Sambaíba. Em março desse ano, a prefeitura recebeu mais 10 motos da Yamaha, sendo que quatro delas ficaram com a CET, quatro foram para a Guarda Civil Metropolitana e duas destinadas à Secretaria das Prefeituras Regionais.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

PARAGUAÇU PAULISTA

VÍDEO: Câmeras flagram menino de 12 anos furtando moto no interior SP

Veículo foi abandonado momentos depois; testemunha prestou depoimento à polícia

SABESP CAMINHA PARA PRIVATIZAÇÃO

Privatização da Sabesp é aprovada em SP: veja como cada vereador votou

Projeto de lei que viabiliza a privatização da Sabesp recebeu 36 votos favoráveis e 18 contrários na Câmara de SP; proposta ainda precisa passar por 2ª votação

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter