Publicidade

X

Estado

Operação apura fraudes em prefeituras de SP

A operação da Polícia Federal de Jales cumpriu mandados de busca e apreensão em 16 cidades de São Paulo contra fraudes de licitação em prefeituras Por Estadão Conteúdo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 16/10/2018 às 16:43

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Uma operação da Polícia Federal de Jales (SP) aconteceu nesta terça-feira, 16, contra fraudes em licitações em prefeituras. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em 16 cidades de São Paulo e uma do Mato Grosso do Sul. Dois funcionários do Departamento de Água e Energia Elétrica do Estado de São Paulo (DAEE) foram presos em São José do Rio Preto (SP) e Urânia (SP). Cem policiais foram mobilizou durante esta manhã.

Os servidores teriam participação no esquema. Outros dois funcionários do órgão são investigados, tendo a apuração da polícia começado ainda no ano passado durante uma apreensão de arma de fogo na casa de um deles.

Na ocasião foram achados em um celular informações que indicavam esquema de fraude junto às prefeituras visando conseguir recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). Pelo menos R$ 1,4 milhão teria sido destinados aos municípios que investiram em obras mediante licitações fraudadas com o apoio de empresas de consultoria e engenharia ambiental.

Crimes

Projetos suspeitos foram aprovados e pagos com dinheiro do Fehidro em municípios como Aparecida d'Oeste (SP), Guzolândia (SP), Paranapuã (SP), Rubineia (SP) e Três Fronteiras (MS). Os envolvidos, incluindo um engenheiro, responderão pelos crimes de associação criminosa, estelionato, corrupção ativa e fraude a licitação.

Todo o material apreendido e os dois funcionários foram levados para a sede da Polícia Federal em Jales. Eles tiveram a prisão decretada pela Justiça e após prestarem depoimentos serão encaminhados a presídios da região.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

LITORAL PAULISTA

Garoto morre após ser agredido em escola da Baixada Santista; veja vídeo

Adolescente de apenas 13 anos foi agredido por colegas e morreu na última terça; deputada pede explicações a órgãos de segurança e de educação

Vagas de estágio

Empresa Basf tem mais de 300 vagas em aberto; veja as oportunidades

Vagas são para os estados de São Paulo, Bahia, Mato Grosso, Goiás e Pernambuco e devem ser preenchidas ao longo do ano

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter