Publicidade

X

Estado

TCE acha mofo e comida vencida em creches de SP

A fiscalização aconteceu em 253 creches municipais de 215 municípios do estado de São Paulo no final de setembro Da Reportagem De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 16/10/2018 às 19:38

Atualizado em 17/10/2018 às 14:11

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Uma operação de fiscalização do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) realizada em creches encontrou colchões mofados, comida vencida, brinquedos com ferrugem, fiação exposta entre outros problemas. A fiscalização aconteceu em 253 creches municipais de 215 municípios do estado de São Paulo no final de setembro.

A operação do TCE descobriu também que há risco à segurança das crianças em 42,69% das unidades fiscalizadas. Pregos e parafuso aparentes, fiação exposta, brinquedos com ferrugem e grande quantidade de formigueiros em parquinhos foram achados nestes locais.

Outro fator de preocupação foi que mais de 84% das creches estavam com o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) vencido. Quando o quesito é acomodação, em mais de 80% das unidades não há acomodações adequadas para o horário de descanso das crianças. Lá foram encontrados colchões com mofo, por exemplo.

Em 5% das creches visitadas, os alimentos colocados à disposição das crianças estavam vencidos e 25,3% não possuem condições de acessibilidade, conforme previsto em lei.

A maioria das creches municipais do Estado também contraria as recomendações do Ministério da Educação (MEC) em relação ao tamanho das turmas. 51,39% delas possuíam turmas com mais de oito crianças na faixa etária de zero a um ano e 58,89% das classes de dois a três anos contavam com mais de 15 crianças por professor, números superiores aos recomendados pelo governo federal.

A fiscalização foi realizada pessoalmente e de surpresa por 290 agentes do TCE.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

SABESP CAMINHA PARA PRIVATIZAÇÃO

Privatização da Sabesp é aprovada em SP: veja como cada vereador votou

Projeto de lei que viabiliza a privatização da Sabesp recebeu 36 votos favoráveis e 18 contrários na Câmara de SP; proposta ainda precisa passar por 2ª votação

IMUNIZAÇÃO EM TODO O PAÍS

Com doses próximas do vencimento, Saúde amplia vacinação contra dengue até 59 anos

Criança e adolescente de 6 a 16 anos podem se vacinar até 30 de abril

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter