Publicidade

X

Brasil

Bolsonaro e Haddad trocam farpas, após elogio de líder da Ku Klux Kan a candidato do PSL

A troca de farpas entre os candidatos que disputam a presidência é uma resposta à entrevista concedida pelo ex-líder da Ku Klux Klan, David Duke Por Folhapress De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 16/10/2018 às 20:17

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O candidato do PSL, Jair Bolsonaro, rebateu afirmação feita por seu adversário na corrida presidencial, Fernando Haddad (PT), de que sua candidatura conta com o apoio do grupo racista americano KKK (Ku Klux Klan).

"Recuso qualquer tipo de apoio vindo de grupos supremacistas. Sugiro que, por coerência, apoiem o candidato da esquerda, que adora segregar a sociedade. Explorar isso para influenciar uma eleição no Brasil é uma grande burrice! É desconhecer o povo brasileiro, que é miscigenado", escreveu o capitão reformado nas redes sociais.

A postagem é uma resposta ao que foi escrito há pouco por Haddad nas redes sociais.

"Meu adversário também está compondo com aliados e somando forças. Hoje ele recebeu o apoio da Ku Klux Klan...", escreveu o petista.

A troca de farpas entre os candidatos que disputam a presidência no segundo turno é uma resposta à entrevista concedida pelo ex-líder da Ku Klux Klan, David Duke.

Um dos nomes mais conhecidos do grupo, o historiador comentou a situação da política brasileira em um programa de rádio.

"Ele soa como nós. E também é um candidato muito forte. É um nacionalista", disse.

Duke disse que Bolsonaro é branco como um europeu e que ele "está falando sobre o desastre demográfico que existe no Brasil e a enorme criminalidade que existe ali, como por exemplo nos bairros negros do Rio de Janeiro".

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EM MARÇO

Venda de carros 100% elétricos teve aumento de 973% em relação ao ano passado

Os híbridos venderam 7.411 exemplares em março, com aumento de 9,5% em relação a fevereiro deste ano e de 37,4% em comparação a março de 2023

ECONOMIA

O que é o arcabouço fiscal e por que ele é tão importante?

Sistema veio em substituição ao regime de teto de gastos, vigente desde o governo Temer até o fim de 2022

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter