X

Brasil

Em visita a cardeal, Bolsonaro defende liberdade das religiões

O gesto é uma aproximação aos católicos, já que Bolsonaro conta com grande apoio dos evangélicos Por Folhapress

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 17/10/2018 às 17:23

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) visitou na manhã desta quarta-feira (17) o cardeal dom Orani Tempesta, da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

O gesto é uma aproximação aos católicos, já que Bolsonaro conta com grande apoio dos evangélicos.

Ele fez um breve discurso ao lado de dom Orani e defendeu valores da família. "Assinamos um compromisso pela família em defesa da inocência da criança na sala de aula, em defesa da liberdades das religiões. Contra o aborto e contrario à legalização das drogas."

Ele disse que foi ao local mais para ouvir do que para falar e agradeceu a Deus "por tudo que aconteceu na sua vida".

Segundo o candidato, o compromisso firmado em papel representa "o que está no coração de todos os brasileiros de bem".

Sem dar detalhes ao que se referia, afirmou que a população não quer "flertar com o desconhecido ou com aquilo que não deu certo no Brasil e no mundo".

Ao final, ele se colocou à disposição para ouvir dom Orani. "Se porventura houver algo que eu deva fazer, que você tenha a liberdade para me avisar que aqui eu estarei para ouvi-lo com o coração aberto."

Bolsonaro foi à Arquidiocese acompanhado do advogado Sergio Bermudes, dono de um dos maiores escritórios do país, de seu filho Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), eleito senador, Gustavo Bebianno, presidente do PSL, e do empresário Paulo Marinho, amigo e apoiador da campanha.

Ao chegar, algumas funcionárias da Arquidiocese vestiram camisetas verde e amarelo, cores do candidato, e imitaram armas com as mãos, posando para foto em frente a uma estátua de Jesus Cristo, no saguão de entrada.

Após a visita à sede da Igreja no Rio, Bolsonaro foi à Superintendência da Polícia Federal para uma visita de cortesia.

Esta semana ele também visitou o Bope (Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar.

Capitão reformado do Exército, ele conta com forte apoio das polícias e de militares.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Confira o resultado da Dupla Sena no concurso 2652, nesta sexta (19)

O prêmio é de R$ 1.500.000,00

Brasil

Confira o resultado da Super Sete no concurso 534, nesta sexta (19)

O prêmio é de R$ 450.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter