Publicidade

X

Brasil

Cabo Daciolo e Marco Feliciano se chamam de falsos profetas e batem boca na Câmara

A discussão começou porque Daciolo, acusou, em vídeo, Feliciano de ser maçom. Os dois se encontraram no fundo do plenário e começaram a discutir Por Folhapress

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 17/10/2018 às 18:50

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Os deputados Cabo Daciolo (Patriota-RJ) e Pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) bateram boca no plenário da Câmara no início da tarde desta quarta-feira (17).

A discussão começou porque Daciolo, que disputou a Presidência da República, acusou, em vídeo, Feliciano de ser maçom. Os dois se encontraram no fundo do plenário e começaram a discutir. A briga foi presenciada pela reportagem.

"Deus não falou que você ia ser presidente da República? O mesmo Deus que disse que ele ia ser presidente da República disse a ele que eu sou maçom. Estou pedindo pra ele provar. Ele é tão menino, é tão calça curta que não presta nem para conversar", disse Feliciano para Daciolo.

"Tem envolvimento. O tempo vai mostrar. Ainda tem pomba gira também. Se liga. Vigia e ora. E vamos esperar para ver o que Deus vai fazer", rebateu o Cabo Daciolo.

O presidenciável derrotado disse que "o povo não vai ser mais enganado" e um chamou o outro de "falso profeta".

"Se é demônio, expulsa", disse Feliciano a Daciolo e o chamou de criança, maluco, demente, neurótico e desequilibrado. "Eu não sou maçom, mas se eu fosse, qual o demérito? Qual o problema?", indagou.

"Volte para o primeiro amor", retrucou Daciolo.

"Ainda bem que o Parlamento se livrou de você", encerrou Feliciano.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EM MARÇO

Venda de carros 100% elétricos teve aumento de 973% em relação ao ano passado

Os híbridos venderam 7.411 exemplares em março, com aumento de 9,5% em relação a fevereiro deste ano e de 37,4% em comparação a março de 2023

ECONOMIA

O que é o arcabouço fiscal e por que ele é tão importante?

Sistema veio em substituição ao regime de teto de gastos, vigente desde o governo Temer até o fim de 2022

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter