Publicidade

X

Esportes

Corinthians aciona alerta contra risco de queda após perda de título

O Corinthians é o 11º colocado, está há quatro jogos sem vencer e a apenas quatro pontos da zona de rebaixamento Por Folhapress De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 18/10/2018 às 18:50

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

A luz de alerta em relação a um possível rebaixamento está mais intensa no Corinthians depois da derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro na finalíssima da Copa do Brasil. Após a perda do título em Itaquera nesta quarta-feira (17), a preocupação com a situação no Campeonato Brasileiro ficou evidente do presidente ao técnico.

Andrés Sanchez, também mandatário no descenso de 2007, admitiu que a situação na competição nacional traz incômodo. O Corinthians é o 11º colocado, está há quatro jogos sem vencer e a apenas quatro pontos da zona de rebaixamento. No domingo que vem (21), a equipe do técnico Jair Ventura enfrenta o Vitória, adversário direto, em Salvador.

"Lógico que estamos preocupados, estamos perto [da zona de rebaixamento], mas estamos conscientes. Amanhã [quinta-feira, 18] é vida nova, temos oito finais pela frente, mas também estamos pensando no ano que vem. Claro que estaremos fortes no ano que vem", disse Andrés.

O mesmo discurso foi adotado pelo centroavante Jonathas, que enfrentou o Cruzeiro como titular, mas mais uma vez não conseguiu ir às redes. O jogador afirmou que a responsabilidade aumenta depois da perda do título da Copa do Brasil.

"Agora temos de nos unir, ter forças e sair dessa. Ainda mais depois de hoje fica mais importante. Temos certeza que vamos sair dessa, pensar só no Brasileirão e sair dessa situação", afirmou.

O técnico Jair Ventura, por sua vez, ressaltou que o Corinthians agora só irá pensar em uma competição. Tal situação pode, segundo ele, ajudar o time a reencontrar o caminho das vitórias.

"Quando há duas competições, divide-se as atenções. Temos de ficar tristes até o jogo na Bahia e fazer um campeonato digno. Já iríamos encarar com responsabilidade, mas poupamos jogadores contra o Santos. Agora vamos com força máxima para honrar a camisa do clube", frisou o treinador.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

EM MARÇO

Venda de carros 100% elétricos teve aumento de 973% em relação ao ano passado

Os híbridos venderam 7.411 exemplares em março, com aumento de 9,5% em relação a fevereiro deste ano e de 37,4% em comparação a março de 2023

ECONOMIA

O que é o arcabouço fiscal e por que ele é tão importante?

Sistema veio em substituição ao regime de teto de gastos, vigente desde o governo Temer até o fim de 2022

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter