Publicidade

X

Grande São Paulo

Combater os 'bota-fora' é desafio na Grande SP

Os pontos são sempre os mesmos e recebem todo o tipo de material descartado irregularmente por empresas ou moradores Por Matheus Herbert De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 19/10/2018 às 22:18

Atualizado em 21/10/2018 às 02:21

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Evitar os pontos de descarte irregular de entulho ou lixo tem sido um desafio para as prefeituras da região sudoeste da Grande São Paulo, porém em algumas cidades a situação parece não ter uma solução. Em Embu das Artes e Itapecerica da Serra, os bota-fora como são conhecidos os pontos de descarte de entulho, são um problema há muitos anos. Os pontos são sempre os mesmos e recebem todo o tipo de material descartado irregularmente por empresas de caçamba ou por moradores. As prefeituras alegam que monitoram os pontos e realiza limpezas periódicas, mas a situação não muda.

A Gazeta acompanha alguns locais em Embu das Artes e Itapecerica há pelo menos três anos. Esta semana, a reportagem voltou aos locais conhecidos como ‘pontos viciados’.

Em Embu das Artes os pontos visitados ficam no Jardim dos Moraes e no Jardim das Oliveiras. No primeiro ponto às margens da rodovia Régis Bittencourt é possível ver sacolas de lixo e resto de material de construção.

Já no Jardim das Oliveiras, ao lado do cemitério Memorial Paulista a situação é ainda pior. No local é possível encontrar restos de construção, móveis usados, lixo e até peças de automóveis. Enquanto a reportagem fotografava as pilhas de entulho, um caminhão se preparava para descartar o material, mas não chegou a fazê-lo.

Questionada, a Prefeitura de Embu das Artes assumiu que o ponto de entulho ao lado do cemitério tem sido um desafio. Através de uma nota oficial, a assessoria disse que “o recolhimento de entulho é feito constantemente, porém há pontos viciados de descarte de lixo. No Memorial Paulista, já foram feitas várias autuações. O que agrava a deposição de entulho é que esta ação é feita por moradores e transeuntes, além de caminhões clandestinos. A fiscalização é diária nos pontos de descarte, bem como o monitoramento noturno pela Guarda Municipal”, informou.

Ainda segundo a prefeitura, denúncias podem ser feitas pelos telefones 0800 773 0005 ou (11) 4785-3521.

Bom exemplo

Já em Itapecerica da Serra, a reportagem visitou pontos de entulho no Jardim Marilu, Jardim Valo Velho e no Parque Paraiso. Em alguns locais, empresas foram instaladas e nas áreas que ainda estão vazias, a prefeitura realizou a limpeza.

Procurada, a administração de Itapecerica disse que reforçou os mutirões de limpeza em todos os bairros. Além disso, informou a reportagem que “orienta a população em matérias no portal oficial e página oficial da prefeitura, os cuidados com o meio ambiente”.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

rodovia Padre Manoel da Nóbrega

Rodovia que corta o Litoral terá 12 pontos de pedágio; veja os locais

Caso os pontos de cobrança da rodovia tenha o valor máximo, o preço total pago em pedágios para cortar a Padre Manoel da Nóbrega será de R$ 72

Lote Litoral Paulista

Rodovias privatizadas no Litoral devem ter 15 pontos de pedágio; veja os locais

Concessão da Parceria Público-Privada possui 213 quilômetros de extensão em rodovias ligando o Alto Tietê ao litoral sul de São Paulo

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter