X

Esportes

Jadson carrega Corinthians em meio a jejuns de Romero, Clayson e Sheik

Atrás do placar no Barradão contra o Vitória, o time viu um filme conhecido se repetir: Jadson fez um gol e confirmou o papel de salvador da pátria em meio às fases ruins dos atacantes corintianos Por Folhapress De São Paulo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 23/10/2018 às 02:30

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O Corinthians viveu 20 minutos de agonia no último domingo durante a partida contra o Vitória. Atrás do placar no Barradão no duelo direto contra o rebaixamento, o time viu um filme conhecido se repetir: Jadson fez um gol e confirmou o papel de salvador da pátria em meio às fases ruins dos atacantes corintianos - no fim, as equipes ficaram no empate por 2 a 2.

Aos 35 anos, o meio-campista é o artilheiro do Corinthians na temporada 2018, com 15 gols marcados em 45 jogos - média superior, inclusive, às registradas nas outras três temporadas no clube. Jadson é também o líder de assistências no ano, com dez passes no total.

A fase de Jadson contrasta com a dos principais atacantes do elenco corintiano, com exceção de Roger, que balançou a rede diante do Vitória. Romero, por exemplo, não faz gols há 18 jogos.
Clayson, por sua vez, não vai às redes desde o dia 22 de abril, ainda na segunda rodada do Brasileiro - são 22 partidas de jejum.

Já Emerson Sheik, titular nos últimos três jogos sob o comando do técnico Jair Ventura, está sem marcar desde março (ou 28 duelos, oito como titular). Ou seja, desde que o veterano renovou o contrato com o clube por mais seis meses, ele não conseguiu marcar um gol sequer.

Na referência do ataque, Jonathas também vive uma seca de gols. O jogador conseguiu ir às redes logo na segunda partida com a camisa do Corinthians, mas depois não conseguiu repetir a ação. Já são sete jogos sem marcar.

Na última quarta-feira, durante a final da Copa do Brasil, o Corinthians encerrou um longo período sem gols (435 minutos -ou quatro jogos inteiros). E novamente com Jadson, de pênalti. Antes, Pedrinho havia ido às redes diante do Flamengo, na semifinal da competição de mata-mata.

O Corinthians, cujo ataque é o oitavo pior do Campeonato Brasileiro, está na briga para escapar das posições próximas à zona de rebaixamento. A equipe soma 36 pontos, cinco a mais que o Ceará, o primeiro time do grupo da degola. Depois do empate em Salvador, os corintianos recebem o Bahia no próximo sábado, em Itaquera, pela 31ª rodada.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ATENÇÃO MOTORISTAS

Perdeu a placa do veículo? veja o passo a passo do Detran-SP para emitir uma nova

Só é permitida a emissão de uma nova placa se o veículo estiver devidamente licenciado, com todas as taxas em dia e sem multas pendentes

Oportunidade

TRF vai iniciar inscrições de concurso com salários de até R$ 13,9 mil; veja cidades

Ao todo, são 263 vagas para os níveis técnico e superior; Inscrições iniciam dia 29 de abril e seguem até o dia 28 de maio

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter