X

Estado

Menina de 4 anos morre após picada de escorpião

O escorpião estava escondido em blusa da criança. O caso aconteceu na cidade de Ourinhos Por Estadão Conteúdo

dothCom Consultoria Digital

Publicado em 24/10/2018 às 23:20

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Uma menina de 4 anos morreu após ser picada por um escorpião escondido em sua blusa, na segunda-feira (22), em Ourinhos, interior de São Paulo. O acidente aconteceu na casa da família, na Vila Sândalo. A pequena G.G.M. preparava-se para ir à escola quando reclamou de frio e pediu à mãe, J.M., de 33 anos, que a vestisse com um moletom. Em seguida, a criança começou a gritar de dor e a mãe se deparou com o escorpião no interior da manga do agasalho.

Ao tentar retirar o aracnídeo, a mulher também foi picada por ele. Mãe e filha foram levadas para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) e tiveram atendimentos distintos. Enquanto a mãe, que recebeu uma dose menor do veneno, foi só medicada, a menina foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Infantil da Santa Casa da cidade. Apesar de medicada, seu estado de saúde piorou e ela teve parada cardiorrespiratória por causa da ação do veneno. O corpo da menina foi sepultado, na manhã de terça-feira (23), no Cemitério da Saudade, em Ourinhos.

As crianças foram as principais vítimas de escorpiões, este ano, no Estado. Em abril, a menina P. de O.S., de 5 anos, morreu após ser picada em sua casa, em Araçatuba. No mesmo mês, o aracnídeo causou as mortes da menina Y.L.C., de 4 anos, em Cabrália Paulista, e do garoto B.G.A., de 6, em Barra Bonita. Em maio, J.V.S. de P., de 8 anos, morreu após ser picado em Ribeirão Preto. No mês de julho, N.B., de 7 anos, recebeu a picada quando calçava o sapato, em Sumaré, e não resistiu.

De acordo com o Centro de Vigilância Epidemiológica (CEV) da Secretaria Estadual de Saúde, este ano, até 16 de agosto, foram registrados 14,3 mil casos relacionados a ataques de escorpiões no Estado. Em todo o ano passado, foram 21,7 mil casos. Nos dois anos, a média é a mesma, de 1,8 mil casos por mês. Em 2017, houve 7 óbitos por escorpiões. Já este ano, até agosto, foram contabilizados 6 - a estatística não inclui a morte da pequena G.G.M.. Conforme a Vigilância, as ações de combate e prevenção relacionadas a zoonoses, como os ataques de escorpião, competem aos municípios.

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

ATENÇÃO MOTORISTAS

Perdeu a placa do veículo? veja o passo a passo do Detran-SP para emitir uma nova

Só é permitida a emissão de uma nova placa se o veículo estiver devidamente licenciado, com todas as taxas em dia e sem multas pendentes

Oportunidade

TRF vai iniciar inscrições de concurso com salários de até R$ 13,9 mil; veja cidades

Ao todo, são 263 vagas para os níveis técnico e superior; Inscrições iniciam dia 29 de abril e seguem até o dia 28 de maio

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter