últimas notícias
Youtuber Felipe Neto se pronuncia sobre intimação
Youtuber Felipe Neto se pronuncia sobre intimação
Foto: Reprodução Twitter

Felipe Neto é intimado a depor por chamar Bolsonaro de 'genocida'

Queixa-crime contra o youtuber foi apresentada por Carlos Bolsonaro, filho do presidente; Felipe Neto fala em intimidação

O youtuber Felipe Neto foi intimado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro a depor por ter chamado o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de genocida em razão da sua gestão à frente da pandemia da Covid-19 no Brasil.

Felipe Neto é investigado sob suspeita do crime de calúnia, com base na Lei de Segurança Nacional, editada durante a ditadura militar. A queixa-crime contra o youtuber foi apresentada por Carlos Bolsonaro, filho do presidente e vereador do Rio, nesta segunda-feira.

Em seu Twitter, o youtuber falou sobre a intimação. "Carlos Bolsonaro foi no mesmo delegado que me indiciou por corrupção de menores", escreveu. (Veja abaixo)

Leia mais

Lore Improta está grávida de Léo Santana

Felipe Neto também afirmou que usou o termo genocida diante da nítida ausência de política de saúde pública em meio à pandemia, o que contribuiu para a morte de brasileiros.

"A clara tentativa de silenciamento se dá pela intimidação. (...) Já disse e repito: um governo deve temer seu povo, nunca o contrário. Carlos Bolsonaro, você não me assusta com seu autoritarismo. Não vai me calar", escreveu.

 Muitos artista e políticas prestarem apoio ao youtuber.

Comentários

Tops da Gazeta