X

Celebração

Filho de Rita Lee toca hits da mãe que viu serem compostos do sofá de casa

O guitarrista Beto Lee parte para uma verdadeira celebração do trabalho de sua mãe

IVAN FINOTTI, DA FOLHAPRESS

Publicado em 13/06/2022 às 10:49

Atualizado em 13/06/2022 às 10:55

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Rita Lee / Reprodução/Instagram

Após a boa notícia que divulgou nas redes sociais contando que Rita Lee havia superado um câncer que surgira durante a pandemia, o guitarrista Beto Lee parte agora para uma verdadeira celebração do trabalho de sua mãe.

Trata-se do show CeLeeBration, cuja banda homônima, liderada por Beto, se debruça sobre as dezenas de sucessos que Rita Lee lançou ao longo da vida. A escolha do repertório, aliás, foi a parte mais complicada desse projeto.

"Como você vai sintetizar 55 anos de carreira, mais de 40 hits, em uma hora e meia de show?", pergunta Beto, 45. De fato, segundo o jornalista André Barscinski conta no livro "Pavões Misteriosos - A Explosão da Música Pop no Brasil", de 2014, Rita é a quarta maior vendedora de discos do país, tendo alcançado a marca de 55 milhões de álbuns comercializados.

"A parte mais difícil foi justamente escolher por que uma música entra e a outra não", diz ele, que após uma seleção inicial de 25 canções, mostrou a lista para seus pais, Rita e Roberto de Carvalho. "Eles fizeram uns ajustes e pronto."

A CeLeeBration estreou este ano, no festival Rock Brasil, que reuniu diversos artistas dos anos 1980 em uma série de fins de semana em São Paulo, Rio e outras capitais. Agora, ganha três datas no Teatro Liberdade, em São Paulo, a partir desta quarta (15).

Mas a banda já está há uma década na cabeça de Beto Lee. "Há uns bons 10 anos comecei a pensar nesse projeto e finalmente colocamos de pé antes da pandemia. Aí tivemos que parar tudo."

A carreira da artista pode ser dividida em três partes, e a boa notícia é que todas elas estão cobertas nesse setlist. Beto revelou algumas das escolhidas. Da primeira fase, quando ela estreou com Os Mutantes, há "Panis et Circenses", "Top Top" e "Ando Meio Desligado", entre outras.

Entre 1973 e 1978, Rita lançou com a banda Tutti-Frutti quatro discos de rock mais básico, com muita influência dos Rolling Stones. São dessa fase clássicos como "Agora Só Falta Você", "Esse Tal de Rock'n'Roll" e "Jardins da Babilônia". Aliás, o baixista do Tutti-Frutti, Lee Marcucci, está na CeLeeBration. Os vocais de Rita serão cantados por Debora Reis.

Por fim, a partir de 1979, ela e seu novo companheiro Roberto de Carvalho engataram uma série de sucessos muito populares, como "Banho de Espuma", "Chega Mais", "Lança Perfume" e "Mania de Você". O último disco de Rita, hoje aposentada, é de uma década atrás.

Beto Lee, que nasceu em 1977, acompanhou a criação dessas últimas canções do sofá de casa. "Me lembro de tantas músicas sendo feitas", suspira Beto, que promete tocá-las com os arranjos originais, o mais próximo possível das versões gravadas. "Como não tocar o solo de 'Ovelha Negra' nota por nota?", questiona.

Quanto à Rita, que hoje mora num sítio no meio do mato em Cotia, na Grande São Paulo, ela "está bem, está em casa, se recuperando muito bem e está super a fim de ver o show ao vivo". Será que ela vem?

CELEEBRATION
Quando: Quartas-feiras (15, 22 e 29), às 21h
Onde: Teatro Liberdade - r. São Joaquim, 129, Liberdade, São Paulo
Preço: R$ 70 a R$ 220
Classificação: 12 anos

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

VIOLÊNCIA

Recém-nascido é encontrado morto dentro de lixeira no Interior

O corpo do bebê foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar exames que irão ajudar na investigação do caso

Seu Dinheiro

Veja os números sorteados na Lotofácil no concurso 3163, nesta quarta

O prêmio é de R$ 1.700.000,00

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter