X

Independência do Brasil

Mostra de cinema exibe 200 filmes para celebrar os 200 anos da Independência do Brasil

Mostra de cinema em São Paulo que exibirá 200 filmes nacionais em sessões no Petra Belas Artes e também de forma online

FOLHAPRESS

Publicado em 01/06/2022 às 12:21

Atualizado em 01/06/2022 às 12:26

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Mostra de cinema exibe 200 filmes para celebrar os 200 anos da Independência do Brasil / Divulgação | Petra Belas Artes

O bicentenário da Independência do Brasil será comemorado com uma mostra de cinema em São Paulo que exibirá 200 filmes nacionais em sessões no Petra Belas Artes e também de forma online.

Entre esta quinta-feira, dia 2, e o dia 30 de junho, produções de diferentes épocas do cinema brasileiro poderão ser vistas na programação 200 Anos da Independência em 200 Filmes. São longas e curtas que vão da década de 1910 a títulos lançados nos últimos anos, passando por movimentos como o cinema novo e a Boca do Lixo.

As exibições online são gratuitas, na plataforma #CulturaEmCasa, do governo paulista. Já as presenciais custam R$ 4, em quatro sessões diárias, sempre com um curta seguido por um longa-metragem.

O primeiro dia do evento aberto ao público geral, nesta quinta (2), exibe "Branco Sai, Preto Fica", de Adirley Queirós, "O Homem que Virou Suco", de João Batista de Andrade, "Anuska, Manequim e Mulher", de Francisco Ramalho Jr, e "Baile Perfumado", de Paulo Caldas e Lírio Ferreira.

Outros longas que compõem a programação nos próximos dias incluem "Que Horas Ela Volta?", de Anna Muylaert, a animação indicada ao Oscar "O Menino e o Mundo", de Alê Abreu, "Madame Satã", de Karim Ainouz, "O Beijo da Mulher Aranha", de Hector Babenco, e "Minha Mãe É uma Peça", de André Pellenz.

Há também títulos dos primórdios do cinema brasileiro, como "Ganga Bruta", dirigido em 1933 por Humberto Mauro, "Limite", lançado em 1931 pelo diretor Mário Peixoto, e "Os Óculos do Vovô", de 1913, considerado o filme de ficção brasileiro mais antigo preservado.

No catálogo online, surgem ainda filmes como "São Paulo S.A.", de Luís Sérgio Person, "A Hora da Estrela", de Suzana Amaral, e os documentários "Uma Noite em 67", de Renato Terra e Ricardo Calil, e "Adoniran - Meu Nome É João Rubinato", de Pedro Serrano, entre outros.

200 ANOS DA INDEPENDÊNCIA EM 200 FILMES
Quando: de 2 a 30/6
Onde: Sessões presenciais em Petra Belas Artes - r. da Consolação, 2.423, Consolação, região central, tel. (11) 2894-5781
Preço: Grátis (online) a R$ 4 (presencial)
Sessões online https://culturaemcasa.com.br/

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nasceu em julho ou agosto?

Caixa libera abono do PIS/PASEP para trabalhadores nascidos em julho e agosto

Governo deve liberar R$ 4,5 bilhões para os benefícios, sendo R$ 3,9 bilhões para o PIS e R$ 613 milhões para o PASEP

Delação Premiada

Caso Marielle: STF julga esta terça denúncia dos mandantes envolvidos no crime

Ministros vão decidir se os suspeitos se tornarão réus por homicídio e organização criminosa; acusados estão presos desde março

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter