X

Senna

Nome de Senna volta a estampar carro da Fórmula 1 a partir do GP de Mônaco

Nesta sexta-feira (27), a McLaren anunciou a adição permanente do nome do brasileiro nos carros da equipe a partir do GP de Mônaco

FOLHAPRESS

Publicado em 27/05/2022 às 11:25

Atualizado em 27/05/2022 às 11:27

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Ayrton Senna / DIVULGAÇÃO

O lendário piloto Ayrton Senna voltará a ser homenageado nas corridas da Fórmula 1. Nesta sexta-feira (27), a McLaren anunciou a adição permanente do nome do brasileiro nos carros da equipe a partir do GP de Mônaco.

Desde seu acidente fatal, em 1994, o piloto brasileiro era lembrado nas corridas pela letra 'S' que marcava presença nos carros da Williams, sua última equipe. No entanto, a homenagem foi retirada no lançamento do novo carro para a temporada de 2022, em 15 de fevereiro.

Cerca de três meses depois, a homenagem retorna, agora em outra equipe britânica. Senna defendeu a McLaren durante os anos de 1988 e 1993, vencendo 35 corridas e três campeonatos mundiais de F1.

"A partir do GP de Mônaco de 2022, o McLaren MCL36 levará o logotipo de Senna, marcando nosso compromisso de celebrar seu legado", afirmou Zak Brown, CEO da equipe, em nota oficial. "Não posso pensar em uma melhor corrida que o GP de Mônaco para iniciar este reconhecimento da vida de Ayrton", acrescentou.

"Tendo vencido seis vezes, mais do que qualquer outro piloto, Ayrton provou que sua habilidade ao volante de um carro de F1 raramente pode ser comparada. Esta adição aos nossos carros de F1 será permanente e foi adicionada com o apoio da família Senna", completou Brown.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Nasceu em julho ou agosto?

Caixa libera abono do PIS/PASEP para trabalhadores nascidos em julho e agosto

Governo deve liberar R$ 4,5 bilhões para os benefícios, sendo R$ 3,9 bilhões para o PIS e R$ 613 milhões para o PASEP

Delação Premiada

Caso Marielle: STF julga esta terça denúncia dos mandantes envolvidos no crime

Ministros vão decidir se os suspeitos se tornarão réus por homicídio e organização criminosa; acusados estão presos desde março

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter