X

JORNAL DO AU AU

Tutores devem vacinar contra raiva, mesmo com doença controlada

A vacina é encontrada em clínicas particulares e em centros de controles de zoonoses

RICARDO

Publicado em 07/08/2020 às 01:00

Atualizado em 29/09/2021 às 15:58

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Entre os anos de 2010 e 2019, ocorreram 17 casos de raiva em gatos e 11 casos em cães no estado de São Paulo / Igortushko

Há alguns anos, agosto era conhecido como o "mês do cachorro louco" e eram comuns as propagandas para levar cães e gatos para se vacinarem contra a raiva. Desde o ano passado, contudo, com a doença controlada, as propagandas sumiram. Ainda assim, é importante manter em dia a vacinação do pet.

"Os animais não vacinados ficam sem proteção contra a raiva. A despeito de a doença estar bastante controlada, tem sido registrados casos de gatos e cães que adquirem a raiva por terem contato com morcegos infectados pelo vírus", alerta o veterinário Silvio Arruda Vasconcellos, secretário geral do Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo.

Nessa modalidade da doença em que o vírus é originado dos morcegos o quadro é diferente do que era observado quando havia transmissão do vírus mantido pelos cães. Agora, explica Vasconcellos, "não existe a fase excitação e agressividade, predominando o quadro de incoordenação motora, seguida de paralisia", sendo que a doença não tem cura.

Entre os anos de 2010 e 2019, foram 17 casos de raiva em gatos e 11 casos em cães no Estado. Para evitar problemas, os pets devem tomar a primeira dose da vacina antirrábica aos seis meses e depois repetir anualmente.

A vacina é encontrada em clínicas particulares e em centros de controles de zoonoses. Na cidade de São Paulo, a Secretaria Municipal da Saúde informa que a vacinação acontece em 15 postos fixos. Os endereços dos postos permanentes de vacinação contra a raiva na cidade de São Paulo podem ser consultados pelo link bit.ly/3a3XbaT.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guardião e protetor

Exu é o diabo? Conheça essa entidade na umbanda

Exu é uma entidade muito presente nas religiões de matriz africana e a Gazeta te conta tudo sobre o guardião da umbanda; leia

caso em investigação

Delegado não descarta crime em morte suspeita de cantor Nahim

O corpo do cantor foi encontrado sozinho por funcionário de uma empresa de telefonia que fazia instalação na local

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter