últimas notícias

Virtudes distintas

Encontrar uma boa posição para dirigir os novos A6 e A7 é fácil. Os comandos de regulagem dos bancos (altura, inclinação, apoio lombar e distância) são elétricos e intuitivos e há três memórias disponíveis para registrar as preferências de diferentes usuários. O ajuste dos espelhos externos, por controle remoto na porta do motorista, é igual à da imensa maioria dos carros um pouquinho mais equipados de hoje. Pequenos, esses espelhos até dão conta do campo básico - e são apoiados pelos tais sensores de ponto cego e avisos diversos -, entretanto, parecem ter sido dimensionados tendo mais em vista o estilo do que a usabilidade. Fora isso, no entanto, a visibilidade é boa e rapidamente o motorista se habitua aos quase cinco metros dos dois carros, que são extremamente dóceis para se manobrar.

A maior parte do percurso aconteceu nas pistas expressas razoavelmente bem pavimentadas do Aterro do Flamengo, na Zona Sul carioca. Contudo, para se chegar ali, foi preciso passar por alguns trechos de ruas com piso irregular e congestionamento. Com o modo de condução Comfort selecionado, remendos e tampas de bueiro desniveladas no asfalto passavam sem maiores incômodos. Entrando nas vias onde a máxima permitida (e fiscalizada por radares) é de 90 km/h, porém, é que a experiência ficou mais interessante.

Com o modo Dynamic acionado, a suspensão endurece, a direção com assistência elétrica se torna mais direta e as respostas no acelerador e nas trocas de marchas bem mais instantâneas, fazendo com que as costas dos ocupantes sejam empurradas contra os encostos dos bancos. Arrancadas, retomadas e ultrapassagens são feitas com presteza e precisão e a sensação é que o carro está colado ao chão - em grande parte, graças ao sistema de distribuição da tração pelas quatro rodas de acordo com a demanda e aos sofisticados controles de tração e estabilidade, claro. Esses carros são criados para rodar com segurança e de forma divertida pelas famosas estradas alemãs, nas quais há longos trechos sem velocidades máximas estabelecidas a respeitar. E mesmo não sendo as versões mais potentes da linha, quando provocados, devoram o asfalto na medida exata do apetite de quem os conduz.

Comentários

Tops da Gazeta