últimas notícias
Lexus ES 300h
Lexus ES 300h
Foto: António Pereira/Absolute Motors/Portugal

ES 300h é puro luxo

O Lexus ES 300h combina tecnologia e requinte com baixo consumo de combustível

O ES 300h, a versão híbrida do sedã da Lexus, é um ilustre desconhecido para a maioria dos consumidores brasileiros. Em 2019, vendeu uma média de dez unidades mensais no Brasil. Apesar de ser uma "avis rara" nas ruas brasileiras, o modelo desfruta do "status" de estrela dentro da Lexus, a divisão de carros de luxo da Toyota. É o sedã mais vendido da história da Lexus e o segundo modelo mais emplacado da marca.

O ES 300h impressiona pela sua imponência, garantida pelos seus quase 5 metros de comprimento, o maior modelo da sua classe. A grade em formato Spindle Grille reforçam a identidade da marca japonesa e as rodas de liga leve de 18 polegadas reforçam o ar esportivo.

A habitabilidade interna é muito boa, com destaque para o generoso espaço disponibilizado para as pernas dos ocupantes traseiros. Na decoração, destaque para a qualidade de construção e dos materiais utilizados, que incluem revestimentos em couro e apliques que imitam madeira. Ele vem também com comandos da climatização e do sistema de áudio existentes no apoio de braços de trás e pelo fato de o banco posterior oferecer regulação elétrica para as costas, aquecimento e ventilação.

Sob o capô há o novo motor 2.5 a gasolina de ciclo Atkinson, com distribuição variável, 176 cavalos e 22,1 kgfm, e um motor elétrico de 118 cavalos e 20,2 kgfm e uma caixa CVT Hybrid Translaxe com "padlles shifts" no volante, nos quais é possível escolher uma das seis posições pré-definidas, para um rendimento combinado de 217 cavalos. O motorista tem os modos de condução "Sport", "Normal" e "Eco". Também existe o modo "EV", 100% elétrico, que, quando a bateria está totalmente carregada, permite rodar alguns quilômetros em baixa velocidade mantendo o motor a gasolina adormecido. ES 300h é equipado com o sistema de tração All-Wheel Drive, que direciona automaticamente a força para duas ou quatro rodas, conforme a necessidade.

Um dos destaques da segurança é o LSS (Lexus Safety System), que inclui Controle de Cruzeiro Adaptativo (ACC), que ajuda a manter distância segura em relação ao carro da frente e diminui ou aumenta automaticamente a velocidade (acima de 40 km/h) de acordo com o tráfego. Também fazem parte do LSS o Assistente de Manutenção de Faixa (LDA) - que avisa o motorista com sinal sonoro ou vibração no volante sempre que ultrapassar as marcações da pista -, Sistema de Colisão Frontal (Pre-Crash) - previne a colisão por meio de alertas sonoros e, se necessário, ativa automaticamente o sistema de frenagem (acima de 20 km/h) -, Farol Alto Automático (AHB) - acende e apaga os faróis do veículo para evitar o ofuscamento do motorista à frente e na mão contrária -, monitor de ponto cego e monitor de presença de tráfego na traseira do veículo. O sedã da Lexus oferece ainda controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro, sistema Isofix para fixação de assento infantil e alerta de esquecimento de pessoa ou objeto no interior do veículo, além de câmera de ré. São dez airbags, sendo dois frontais, dois laterais dianteiros, dois laterais traseiros, dois de cortina e dois de joelhos para motorista e carona.

Apesar de tanto luxo e tecnologia, os R$ 275.990 pedidos pela Lexus pelo novo ES 300h podem parecer indigestos. Realmente, é um valor que restringe o modelo à elite do mercado consumidor brasileiro. Mas convém atentar que concorrentes como o Audi A6, o BMW Série 5, o Mercedes-Benz Classe E e o Volvo S90, com idêntico nível de equipamento e potência similar, custam tão ou mais caro. Uma vantagem do ES 300h aparece na hora do abastecimento. Segundo o Inmetro, o sedã da Lexus entrega consumos de 16 km/l na cidade e 15,4 km/l na estrada, que lhe asseguraram nota A tanto na comparação relativa na categoria quanto na absoluta geral e renderam o Selo Conpet de Eficiência Energética, atribuído aos melhores veículos de cada segmento. Na prática, no trânsito urbano, dá para rodar mais de 20 quilômetros com um litro de gasolina.

No domínio do volante

É muito agradável de se viajar atrás no ES 300h, mas é no “posto de comando” que é possível avaliar todos os seus atributos. A posição do motorista é extremamente correta, envolvente e fácil de ser encontrada, graças às múltiplas regulagens elétricas oferecidas pelo banco e pelo volante. O banco do motorista tem recolhimento automático (vai para trás quando o motorista desliga o carro, para facilitar a saída e o posterior acesso) e controle de memória com capacidade para armazenar até três perfis. Comandos rotativos montados nas laterais da moldura do painel de instrumentos permitem selecionar os modos de funcionamento do ESP e os de condução, com direito a um “head up display” completo, que projeta os principais dados com boa visibilidade. Nos modos de condução “Sport”, “Normal” e “Eco”, as diferenças de comportamento dinâmico não são muito substanciais - visualmente, são notadas pelas cores diferentes do painel de instrumentos, sobretudo do conta-giros.

A motorização híbrida libera 217 cavalos de potência máxima combinada e prioriza a suavidade de funcionamento. A unidade motriz entrega performances que garantem ao modelo até uma certa exuberância nas acelerações e recuperações. A tração All-Wheel Drive, que direciona automaticamente a força para duas ou quatro rodas conforme a necessidade, aperfeiçoa o comportamento dinâmico em diferentes tipos de piso. Na prática, o “powertrain” prima pela linear capacidade de aceleração, pela prontidão da resposta da parte elétrica do sistema garante em qualquer circunstância e por uma suavidade e silêncio de funcionamento notáveis.

Além de dinamicamente convincente, o novo ES 300h possibilita consumos impressionantes. Mesmo que o motorista se preocupe muito, não é difícil de se obter médias acima dos 20 km/l em trânsito urbano. O comportamento convence na maior parte das situações, mas o que realmente se destaca no plano dinâmico é o conforto de marcha oferecido pelo sedã da Lexus, sem paralelo na categoria.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta