últimas notícias
principais partes de uma motocicleta
principais partes de uma motocicleta
Foto: Divulgação

Anatomia de uma paixão

Para o uso racional de uma motocicleta, é importante conhecer seu funcionamento

A experiência de subir em uma motocicleta pela primeira vez é arrebatadora. Mas é preciso conhecer o veículo, saber cuidar de sua manutenção e tudo que envolve este "mundo moto" - que, infelizmente, teve seu potencial de lazer um tanto atrapalhado em função da pandemia do coronavírus.

Basicamente, as motocicletas são formadas por duas partes distintas: a mecânica (motor, transmissão e câmbio) e a ciclística (rodas, conjuntos de suspensão e freios). O conjunto mecânico é responsável por gerar o movimento da parte ciclística. Uma vez em ação, a parte ciclística fica responsável por 'gerenciar' o equilíbrio, a absorção de impactos, a direção e a frenagem.

Conjunto mecânico

O propulsor é o coração da motocicleta. Sem ele, a moto não funciona. Motos de baixa cilindrada costumam usar motores de um cilindro, sendo que modelos com características esportivas, três ou quatro cilindros. Outro aspecto importante é a "cilindrada". Ou seja, o tamanho da câmara de combustão, onde o pistão trabalha. No mercado brasileiro, existem modelos com motores de 50 cc a 2.300 cc.

Macaque in the trees
O motor é o coração da motocicleta; os de baixa cilindrada costumam ter apenas um cilindro, e as motos esportivas podem ter três ou quatro

A transmissão é responsável por transformar e enviar a energia gerada pelo motor à roda de tração. O câmbio transforma a energia de acordo com a necessidade do condutor, com mais força ou velocidade. O pedal de câmbio fica no lado esquerdo da moto. Por fim, a energia é transferida para a roda traseira por meio de um conjunto composto por pinhão (junto ao motor), corrente e coroa. Também fazem parte do conjunto mecânico o sistema elétrico, composto por bateria, gerador e ignição.

Parte ciclística

Macaque in the trees
A parte ciclística é composta pelos pneus, suspensão e chassi; bons pneus ajudam a manter a estabilidade da motocicleta e o contato com o chão

É o conjunto de reações que compõem a dinâmica da motocicleta. Uma ciclística equilibrada começa com um bom chassi, funcionando como o 'esqueleto' que mantém a moto de pé. As suspensões são como as 'articulações', pois ajudam a equilibrar os movimentos para uma pilotagem confortável e segura. Os freios ajudam a moto a parar com segurança, e bons pneus são fundamentais para sempre manter o contato com o piso da forma segura.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta