últimas notícias
O WR-V entra no mercado em três versões, a LX, EX e a top EXL
O WR-V entra no mercado em três versões, a LX, EX e a top EXL
Foto: Divulgação

Por um lugar ao Sol

A Honda apresenta a linha 2021 do SUV compacto WR-V, com novo design, equipamentos inéditos e uma nova versão de entrada, a LX

A Honda apresentou o WR-V no Salão do Automóvel de São Paulo de 2016 e deu início à produção no ano seguinte. O WR-V sempre ficou meio que deslocado de qualquer segmento específico - e, agora, a Honda coloca no mercado a linha 2021 do compacto com um design mais ousado, equipamentos inéditos e aprimoramentos em segurança em todas as versões. Prevista para chegar às concessionárias em outubro, a linha 2021 do WR-V começa com a nova LX com preço de R$ 83.400, segue na EX a R$ 90.300 e chega à "top" EXL a R$ 94.700.

Macaque in the trees
Os bancos do Honda WR-V tem revestimento de qualidade

Em todas as versões, o WR-V é equipado com o motor 1.5 i-VTEC FlexOne com 116 cavalos de potência a 6 mil rotações por minuto e 15,3 kgfm de torque a 4.800 giros, associado à transmissão CVT com conversor de torque. Nas configurações EX e EXL, o SUV traz "paddles shifts" localizados atrás do volante. A linha 2021 marca a introdução de aprimoramentos na segurança, com a adoção dos controles de estabilidade e tração, do assistente de partida em aclive, do alerta de frenagem emergencial e do sensor crepuscular para acendimento automático dos faróis. Além dos obrigatórios airbags frontais e freios ABS com distribuição eletrônica de frenagem (EBD), o WR-V traz estrutura de deformação progressiva ACETM (Advanced Compatibility Engineering) e das barras de proteção nas portas em todas as versões como equipamento de série.

O conjunto dinâmico do WR-V foi projetado para permitir altura do solo (20,7 centímetros) e ângulos de ataque (o da frente, com 21 graus) e de saída (o de trás, com 30,1 graus) compatíveis com a proposta de um SUV. A suspensão exclusiva adota amortecedores com batente hidráulico e haste do amortecedor reforçada, barra estabilizadora robusta, projetada para reduzir a rolagem da carroceria, garantindo estabilidade mesmo com uma altura do solo mais elevada.

Macaque in the trees
A suspensão adota amortecedores com batente hidráulico

Na dianteira, o WR-V traz uma nova grade, valorizando o logotipo da Honda ao centro. Os faróis (na EX e na EXL) recebem design renovado e tecnologia de led, que amplia a luminosidade e reforça o visual frontal do modelo. Os faróis de neblina, em todas as versões, ganharam uma nova moldura, com lâmpadas em led na EX e na EXL. Na traseira, o modelo tem um novo para-choque, novas lanternas (com estilo das do Civic) que reforçam as linhas do SUV.

Macaque in the trees
O motor é um 1.5 i-VTEC FlexOne com 116 cavalos de potência

No interior, o WR-V conta com bancos com revestimentos de alta qualidade. As versões LX e EX, equipadas com bancos em tecido, recebem uma nova padronagem em relevo, enquanto a EXL, que tem revestimento em couro, tem novas costuras na cor preta. O painel ganhou atualizações nas cores aplicadas, com a utilização de friso do volante e molduras do painel em black piano, com detalhes cromados. O WR-V traz de série uma das grandes inovações da marca: o sistema de bancos Magic Seat, que permite diversas configurações de assentos e a acomodação de objetos de grandes dimensões no interior do veículo, como uma prancha de surfe. Na lista de equipamentos, desde a ­configuração de entrada, o WR-V tem ar-condicionado, direção assistida eletricamente, vidros elétricos nas quatro portas, retrovisores elétricos com setas integradas, sistema de áudio com conexão Bluetooth, câmera de ré integrada e tapetes em carpete.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta