últimas notícias
O Duster vem com motor 1.6 e câmbio CVT de seis marchas
O Duster vem com motor 1.6 e câmbio CVT de seis marchas
Foto: Divulgação

A Terra (quase) parou

Com a pandemia da Covid-19, o mercado automotivo brasileiro 'meteu o pé no freio' em março, o que não impediu um recorde de lançamentos

O mundo ficará marcado para sempre em 2020 como o ano em que tudo começou de novo. A pandemia do novo coronavírus se espalhou nos primeiros meses deste ano e despencou no Brasil na metade de março, provocando o isolamento da população, a paralisação de diversas atividades econômicas. E o mercado automotivo nacional também embarcou no pandemônio de desconfianças, medo e incertezas, sem uma luz no fim do túnel.

Já os primeiros resultados em abril mostravam nos carros e comerciais leves como os segmentos com maior volume de emplacamentos sobre quatro rodas. Mas o panorama ficaria mais apavorante em abril de 2020, com as vendas caindo em 76,7% ante ao mesmo intervalo de 2019. Com a produção praticamente parada, os novos negócios se limitavam ao estoques de veículos nas montadoras e nas concessionárias, que partiam para o fechamento total ou com vendas online.

No entanto, depois de uma repentina parada, vieram então as chamadas "lives", com lançamento de carros via internet. Gradativamente, as vendas de automóveis foram retomando padrões mais próximos à normalidade. Até agora, novembro foi o melhor mês de vendas do ano, com 4,4% mais emplacamentos do que em outubro, mas ainda 7,2% menor que em 2019. Veja os dez lançamentos mais marcantes de 2020:

• Renault Duster - A motorização permaneceu a bicombustível 1.6 SCe de 120 cavalos e torque de 16,2 kgfm, associada à transmissão CVT X-Tronic com 6 marchas simuladas.

• Chevrolet Tracker - A nova geração do SUV, agora produzida no país, estreou na versão topo de linha o motor 1.2 turbo de 133 cavalos e 21,4 kgfm de torque, ao lado do câmbio automático de 6 velocidades.

Macaque in the trees
O Chevrolet Tracker produzido no país vem com motor 1.2 turbo

• Volkswagen Nivus - O motor 200 TSI (turbo) equipa as duas versões do Nivus, com 128 cavalos e torque de 20,4 kgfm, acoplado à transmissão automática de 6 marchas.

Macaque in the trees
O Volkswagen Nivus vem equipado com o motor 200 TSI turbo

• Fiat Strada - A picape estreou uma identidade visual própria. Sempre com câmbio manual de 5 marchas, a picape continuou adotando as motores 1.4 Fire de 88 cavalos e 1.3 Firefly de 109 cavalos.

• Caoa Chery Arrizo 6 - O Arrizo 6 é equipado com motor 1.5 turbo bicombustível com 150 cavalos de potência e 21,4 kgfm de torque, associado à transmissão CVT de 9 marchas e dois modos de condução, o "Eco" e o "Sport".

• Ford Territory - O SUV médio desembarcou no Brasil em duas versões, SEL e Titanium, ambas com motor 1.5 Turbo EcoBoost GTDI a gasolina com 150 cavalos e transmissão automática CVT.

Macaque in the trees
O Ford Territory é novidade no Brasil, e vem com motor 1.5 turbo

• Mitsubishi L200 Triton - A picape é equipada com motor 2.4 turbodiesel com 190 cavalos de potência e 43,9 kgfm, destacando a transmissão automática de 6 velocidades.

• Peugeot 208 - O 208 trouxe o motor 1.6 aspirado de 118 cavalos com opção de câmbio manual de 5 marchas ou automático de 6 velocidades.

• Nissan Versa - Inteiramente nova, a segunda geração do Versa é equipada com motor 1.6 16V com 114 cavalos de potência e torque de 15,5 kgfm, acoplado às opções de transmissão manual de 5 marchas ou à nova CVT.

• Toyota Hilux - A linha 2021 segue equipada com motores a diesel e transmissão automática ou manual de 6 marchas, e bicombustível, de 163 cavalos com o câmbio automático.

Galeria de Fotos

Comentários

Tops da Gazeta