últimas notícias

UE chama brexit de inferno

Um dia antes da primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, ir a Bruxelas para pedir mudanças no acordo de saída do país da União Europeia (UE), a cúpula do bloco enviou um duro recado aos britânicos, negando a possibilidade de novas negociações. Em uma frase que exemplificou o nível das desavenças políticas na Europa, o presidente do Conselho Europeu (que reúne os chefes de governo e de Estado do bloco), Donald Tusk, afirmou que os defensores do brexit merecem o inferno. "Eu tenho pensando como deve ser esse lugar especial no inferno para as pessoas que promoveram o brexit sem ter nem mesmo um esboço de um plano de como realizá-lo de modo ordenado", disse Tusk a jornalistas
nesta quarta-feira. (FP)

Tops da Gazeta