últimas notícias

Ministro diz que vai 'cortar na carne'

O ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, afirmou nesta quarta-feira que o assassinato do músico Evaldo dos Santos por militares foi um "incidente lamentável" e que será apurado pela Justiça Militar. "Vamos apurar e cortar na carne", disse o ministro.

"Eu acho que foi um acidente lamentável, triste, triste, mas um contexto isolado", afirmou ele. "E será apurado até as últimas consequências. A Justiça Militar é uma justiça célere."

O ministro afirmou que os militares envolvidos no episódio foram presos após apuração conjunta com a Polícia Civil, por descumprirem as normas do Exército. "Está sendo apurado, é a primeira coisa que foi feita. Ouviram todos os envolvidos a noite inteira, e constataram que eles não seguiram as normas regulamentares, foram presos por não seguir as normas", disse.
(FP)

Tops da Gazeta