últimas notícias

Museu avalia cancelar evento com Bolsonaro

O Museu Americano de História Natural em Nova York, no qual seria realizada a premiação de "Pessoa do Ano" para o presidente Jair Bolsonaro, afirmou na sexta-feira que aceitou a reserva antes de saber quem era o homenageado e está "avaliando as opções".

"A reserva do museu para a realização do evento externo, privado, em homenagem ao atual presidente do Brasil foi feita antes que se soubesse quem seria o homenageado. Estamos profundamente preocupados, e estamos avaliando nossas opções", publicou o museu em sua conta oficial em uma rede social.

A cerimônia de premiação de Bolsonaro como "Pessoa do Ano", organizada pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos, está marcada para 14 de maio. O local do evento, até o momento, é o Museu Americano de História Natural. Muitos usuários comentaram a publicação do museu pedindo que a instituição "cancele" a realização da cerimônia no local.

"Como pesquisador brasileiro, é revoltante que um indivíduo que despreza a ciência como ele seja homenageado por uma instituição científica. Vocês precisam cancelar pelo bem dos pesquisadores brasileiros, ele está literalmente nos fazendo deixar o País", comentou o usuário identificado como Alexandre Palaoro. (FP)

Tops da Gazeta