últimas notícias
Piloto Vinicius Margiota, de 23 anos, morreu na madrugada de quarta-feira, na alça de acesso da rodovia Anhanguera em Jundiaí
Piloto Vinicius Margiota, de 23 anos, morreu na madrugada de quarta-feira, na alça de acesso da rodovia Anhanguera em Jundiaí
Foto: Arquivo Pessoal

Polícia apura se piloto que morreu em acidente estava embriagado

A Polícia Civil vai investigar o acidente que matou o piloto Vinicius Margiota, de 23 anos, na madrugada de quarta-feira, na alça de acesso da rodovia Anhanguera, em Jundiaí. Ele dirigia uma caminhonete e entrou na contramão da alça de acesso quando bateu de frente com uma carreta.

De acordo com informações do boletim de ocorrência, uma garrafa de vodca e um objeto usado para triturar e moer fumo foram encontrados no carro do piloto. O corpo dele foi submetido a exames toxicológico (consumo de drogas) e de alcoolemia (nível de álcool no
sangue).

Segundo o delegado Ruiter Martins, que acompanha as investigações, os resultados devem ficar prontos em um prazo de 30 dias.

ACIDENTE.

O acidente aconteceu por volta das 3h30 no quilômetro 61 da rodovia Anhanguera, na alça que dá acesso à rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto.

No boletim de ocorrência consta a informação de que Vinicius seguia na contramão da via em alta velocidade quando bateu de frente com uma carreta.

A morte do jovem piloto foi confirmada ainda no local do acidente. Já o motorista da carreta não ficou ferido. Ele foi submetido ao teste de etilômetro e o resultado foi negativo.

À polícia, o motorista da carreta disse que não conseguiu desviar do carro a tempo de evitar a colisão. Como ele prestou socorro à vítima, foi liberado após prestar depoimento na delegacia de Jundiaí.

Margiota foi campeão na categoria Sprint Race, em 2016, e competiu na categoria Light da Stock Car nas temporadas 2017 e 2018. (GSP)

Tops da Gazeta