últimas notícias

Governadores se opõem a decreto de armas

Os governadores de 13 estados e do Distrito Federal divulgaram nesta terça-feira uma carta aberta contra o decreto de armas editado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) no começo de maio. As informações são do blog da repórter Andréia Sadi, da "TV Globo" e da "GloboNews", que cobre os bastidores da política em Brasília.

De acordo com a jornalista, o grupo observa que o decreto vai aumentar a violência no País.

"As medidas previstas pelo decreto não contribuirão para tornar nossos estados mais seguros. Ao contrário, tais medidas terão um impacto negativo na violência - aumentando por exemplo, a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos - e aumentarão os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias", disseram as autoridades por meio da carta aberta.

Assinaram a carta os governadores Ibaneis Rocha (DF), Flávio Dino (MA), Wellington Dias (PI), Paulo Câmara (PE), Camilo Santana (CE), João Azevedo (PB), Renato Casagrande (ES), Rui Costa (BA), Fátima Bezerra (RN), Renan Filho (AL), Belivaldo Chagas (SE), Waldez Góes (AP), Mauro Carlesse (TO) e Helder Barbalho (PA).

O Jornal Nacional, da "TV Globo", revelou na segunda (21) que o decreto presidencial libera a compra de fuzil por qualquer cidadão. (GSP)

Tops da Gazeta