últimas notícias
À vontade, presidente mandou 'um abraço para os nordestinos e um beijo para as nordestinas'
À vontade, presidente mandou 'um abraço para os nordestinos e um beijo para as nordestinas'
Foto: ALAN SANTOS/PR

Bolsonaro diz que família tem sangue 'cabra da peste'

NA BAHIA. Em inauguração de aeroporto no interior, presidente disse: 'somos todos paraibanos, somos todos baianos'

Em sua primeira visita ao Nordeste após ter chamado os governadores dos estados da região de "paraíbas", o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse nesta terça-feira amar os nordestinos e afirmou que faz um governo sem
preconceitos.

"É uma honra hoje também ser nordestino cabra da peste [...] Somos todos paraíbas, somos todos baianos. O que nós não somos é aqueles que querem puxar para trás o nosso estado, o nosso país", disse o presidente.

As declarações foram dadas durante a manhã, na inauguração do novo aeroporto de Vitória da Conquista (a 518 km de Salvador), onde o presidente encontrou um clima amplamente favorável com milhares de apoiadores.

Em discurso para as autoridades, afirmou que não estava na Bahia, nem no Nordeste, mas no Brasil. "Eu amo o Nordeste. Afinal de contas a minha filha tem em suas veias sangue de cabra da peste. Cabra da peste de Crateús, de nosso estado aqui mais acima, o Ceará", disse. "É Deus acima de tudo, Nordeste no coração do povo, e Deus acima de todos", completou.

À vontade, o presidente vestiu um chapéu de vaqueiro, fez coração com as mãos, ergueu nos braços um homem com deficiência e mandou "um abraço para os nordestinos e um beijo para as nordestinas": "Eu amo todas vocês [mulheres], eu gosto de todos vocês [homens]".

Na última sexta-feira (19), foi divulgado um vídeo em que o presidente fala sobre "governadores de paraíba" e cita o governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B). "Não tem que ter nada para esse cara", disse Bolsonaro.

Na Bahia, Bolsonaro falou para um público de 600 pessoas, formado apenas por autoridades, dentro do saguão do aeroporto. Depois, do lado de fora, falou por três minutos para moradores da cidade.

Caravanas de apoiadores do presidente de cidades da região foram acompanhar o ato. A maioria estava vestida com as cores verde e amarela ou usava camisetas com a imagem de Bolsonaro. Ônibus gratuitos foram oferecidos pela Prefeitura de Vitória da Conquista para levar moradores à região do
aeroporto.

Um grupo de cerca de 20 manifestantes, parte deles ligados à UNE (União Nacional dos Estudantes), protestou contra o presidente, mas optou por ficar do lado de fora do aeroporto. Houve troca de provocações com bolsonaristas, mas sem conflitos.

De acordo com pesquisa Datafolha do início deste mês, a região Nordeste é a que menos aprova e mais rejeita o governo Bolsonaro, com 41% de avaliação ruim ou péssimo e 25% de ótimo ou bom, enquanto 31% consideram regular. Nacionalmente, esses índices são, respectivamente, de 33%, 33% e 31%. (FP)

Tops da Gazeta