últimas notícias
Bolsonaro e e o ministro Sergio Moro participaram do lançamento de campanha publicitária para aprovação do pacote anticrime
Bolsonaro e e o ministro Sergio Moro participaram do lançamento de campanha publicitária para aprovação do pacote anticrime
Foto: ANTONIO CRUZ/AGÊNCIA BRASIL

Bolsonaro defende autos de resistência de policiais

pacote. Bolsonaro defendeu que mortes por "autos de resistência" são sinais de que os policiais trabalham

No lançamento de campanha publicitária para aprovação do pacote anticrime, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) defendeu nesta
quinta-feira que registros de mortes por "autos de resistência" são sinais de que os policiais trabalham.

"Muitas vezes a gente vê um policial ser alçado para uma função e a imprensa dizer: 'tem 20 autos de resistência'. Tinha de ter 50. É sinal de que trabalha. Que faz sua parte e que não morreu", disse Bolsonaro. Autos de resistência são mortes enquadradas como consequência da atividade do policial, como uma reação para
legítima defesa.

O presidente afirmou ter certeza de que haverá consentimento para aprovação do pacote proposto pelo Executivo, mas reconheceu que o governo sofreu "alguns reveses". "Devemos entender que não pudemos mudar de hora pra outra o rumo de transatlântico que, há no mínimo 30 anos, está no caminho errado", disse Bolsonaro.

Apresentado em fevereiro deste ano como carro-chefe do projeto do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para combate ao crime, o pacote sofreu derrotas em grupo de trabalho de deputados, como a derrubada de dispositivo sobre excludente de ilicitude.

"Pacote Anticrime. A lei tem que estar acima da impunidade" é o slogan da campanha, que terá vídeos de 30 segundos com depoimentos reais. O presidente afirmou que o governo está "vagarosamente" conseguindo vencer a "guerra de informações" sobre segurança no País.

Moro afirmou na cerimônia que, no governo Bolsonaro, o Brasil não será mais "paraíso para criminosos". Segundo o ministro, o pacote é uma aspiração importante da sociedade brasileira.
(EC)

Tops da Gazeta