últimas notícias
Major Olímpio (SP) acompanhado das senadoras Soraya Thronicke (MS) e Selma Arruda (MT)
Major Olímpio (SP) acompanhado das senadoras Soraya Thronicke (MS) e Selma Arruda (MT)
Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER

Ulysses Guimarães ganha estátua no Congresso

103 anos. Com o aniversário de 103 de nascimento de Ulysses, Câmara homenageou o "pai da Constituição Cidadã"

Com o aniversário de 103 de nascimento de Ulysses Guimarães, a Câmara dos Deputados homenageou o "pai da Constituição Cidadã", inaugurando uma estátua de sua imagem no Salão Verde, na entrada do plenário, que já leva seu nome. A cerimônia foi conduzida pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao lado do recém-eleito presidente do MDB,
Baleia Rossi (SP).

"Nada mais do que justo que a gente possa fazer essa homenagem aqui hoje, junto com o MDB, e que isso simbolize esse novo momento da política brasileira, um novo momento da democracia e que a Câmara se espelhe nesse espetacular exemplo do passado", disse Maia.

O presidente da Câmara ressaltou o papel que Ulysses teve na redemocratização do País. A estátua de bronze é de autoria do artista plástico Clauberto Antônio dos Santos, que também participou do evento.

"O verdadeiro estadista é aquele que consegue avaliar as possibilidades oferecidas pelas próprias circunstâncias a partir da perspectiva de alguém que olha para o futuro", afirmou Maia.

Rossi falou pela primeira vez como presidente do MDB e também ressaltou o legado da maior estrela do partido, Ulysses Guimarães. "O momento é de reafirmamos nosso compromisso com a democracia e que com nosso trabalho a gente consiga alcançar mais justiça social", disse Rossi.

Ulysses Guimarães teve uma ampla participação durante as campanhas pelo retorno do País à democracia. Em 1979, com o fim do bipartidarismo, o MDB converteu-se no Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) do qual se tornou presidente nacional. Ele morreu em um acidente aéreo em 1992. (EC)

Galeria de Fotos

Tops da Gazeta