últimas notícias
Manifestantes se reuniram em frente ao palácio presidencial de La Moneda, contra as políticas econômicas do governo, ontem
Manifestantes se reuniram em frente ao palácio presidencial de La Moneda, contra as políticas econômicas do governo, ontem
Foto: RODRIGO ABD/ASSOCIATED PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Protestos no Chile levam Piñera a cancelar eventos

Pressionado por grandes protestos que têm terminado em confronto e depredações, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, desistiu na manhã desta quarta-feira, de receber duas importantes cúpulas internacionais que ocorreriam este ano no país. A reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) reuniria líderes mundiais nos dias 16 e 17 de
novembro.

O outro encontro era a Conferência do Clima da ONU, a COP-25, inicialmente prevista para ocorrer no Brasil. Depois da negativa do presidente Jair Bolsonaro em abrigar o evento, ele havia sido remarcado para Santiago, onde ocorreria de 2 a 13 de dezembro.

A secretária executiva da Convenção do Clima da ONU (UNFCCC), Patricia Espinosa, informou em nota que soube nesta quarta cedo da posição do governo chileno "em vista da situação difícil que o país atravessa" e que, neste momento está "explorando alternativas" para sediar o evento. A UNFCCC é responsável por organizar, com o país-sede, as conferências do clima. (EC)

Tops da Gazeta