últimas notícias
O último relatório sobre o número de sem-tetos na cidade de São Paulo foi divulgado no início deste ano e indicou que a população mudou de 15.905, em 2015, para 24.344 em 2019
O último relatório sobre o número de sem-tetos na cidade de São Paulo foi divulgado no início deste ano e indicou que a população mudou de 15.905, em 2015, para 24.344 em 2019
Foto: Jorge Araujo/Fotos Públicas

Projeto autoriza que moradores em situação de rua solicitem auxílio emergencial

Texto também determina que não haverá limite para o número de autodeclarações em um mesmo aparelho da assistência social ou de organizações credenciadas

O projeto de lei apresentado por deputados do PT e PSOL permite que o trabalhador em situação de rua solicite o auxílio emergencial de R$ 600 até o dia 30 de setembro. A medida altera o prazo do benefício que se encerrou no início deste mês. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

A medida foi apresentada pelos deputados Erika Kokay (PT-DF), Helder Salomão (PT-ES), Paulo Teixeira (PT-SP), Maria do Rosário (PT-RS), Nilto Tatto (PT-SP), Paulão (PT-AL), Glauber Braga (Psol-RJ) e Natália Bonavides (PT-RN). De acordo com o grupo, a população em situação de rua está entre as mais vulneráveis do Brasil.

“Esses trabalhadores enfrentam maiores dificuldades em requerer o auxílio, já que isso deve ser feito por plataforma digital, o que exige acesso a equipamento eletrônico de que esse trabalhador normalmente não dispõe”, ressalta os autores.

Além da data, o projeto também determina que não haverá limite para o número de autodeclarações em um mesmo aparelho da assistência social ou de organizações credenciadas, possibilitando que mais pessoas sejam ajudadas.

No final da proposta, o texto determina uma busca ativa desses trabalhadores através do poder público.

*Com informações da Agência Câmara de Notícias

Comentários

Tops da Gazeta