últimas notícias
Arolde de Oliveira estava internado desde o dia 5 de outubro; o primeiro suplente Carlos Francisco Portinho deve assumir a vaga
Arolde de Oliveira estava internado desde o dia 5 de outubro; o primeiro suplente Carlos Francisco Portinho deve assumir a vaga
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Senador Arolde de Oliveira morre por complicações da Covid-19

Parlamentar estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, no Rio de Janeiro

Na noite desta quarta-feira (21), o senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) morreu vítima da Covid-19. O parlamentar, de 83 anos, estava internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, no Rio de Janeiro. Ele foi o primeiro senador a morrer devido ao novo coronavírus.

Segundo comunicado oficial divulgados nas redes sociais do senador, Oliveira teve falência dos órgãos devido à Covid-19. "Comunicamos que nesta noite (dia 21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de Covid e como consequência a falência dos órgãos. A família agradece o carinho e orações. Mais informações à posteriori”, diz a nota.

O senador estava internado desde o dia 5 de outubro, segundo a assessoria de imprensa do político. Entretanto, nenhuma informação sobre o estado de saúde dele estava sendo divulgado.

 

O primeiro suplente Carlos Francisco Portinho (PSD) deve assumir a vaga de Oliveira. Ele foi subsecretário de Habitação do Rio de Janeiro na gestão do ex-prefeito Eduardo Paes.

 

Carreira

 

Arolde de Oliveira cursou a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e depois se formou em engenharia pelo Instituto Militar de Engenharia (IME).

 

Ele foi deputado federal por nove mandatos e atualmente era senador pelo estado do Rio de Janeiro. Ele cumpria seu primeiro mandato no Senado após ser eleito em 2018, com 17% dos votos válidos.

 

Em abril, Oliveria defendeu o uso da cloroquina no tratamento contra o coronavírus.

 

Comentários

Tops da Gazeta