últimas notícias
Fachada do edifício do Superior Tribunal de Justiça; os prazos de processos foram adiados até dia 9
Fachada do edifício do Superior Tribunal de Justiça; os prazos de processos foram adiados até dia 9
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

STJ suspende julgamentos após ser alvo de ataque de hacker

Corte pediu para Polícia Federal investigar o sistema; prazos de processos foram adiados até o dia 9 de novembro

Nesta quarta-feira, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) disse que o sistema de informática da Corte foi alvo de um ataque hacker na terça-feira (3) e pediu que a Polícia Federal realize uma investigação.

De acordo com nota do presidente do STJ, ministro Humberto Martins, todas as sessões de julgamentos foram suspensas até a segurança ser restabelecida.

"O Superior Tribunal de Justiça (STJ) comunica que a rede de tecnologia da informação do tribunal sofreu um ataque hacker, nessa terça-feira (3), durante o período da tarde, quando aconteciam as sessões de julgamento dos colegiados das seis turmas. A presidência do tribunal já acionou a Polícia Federal para a investigação do ataque cibernético", diz a nota.

“Todas as sessões de julgamento, virtuais e/ou por videoconferência, estão suspensas ou canceladas até restabelecida a segurança do tráfego de dados nos nossos sistemas”, afirma.

Ainda de acordo com a nota, os prazos de processos foram adiados até o dia 9 de novembro, incluindo pedidos como habeas corpus. O Supremo recomendou que ministros, servidores e estagiários não acessem computadores ligados à rede do tribunal.

Devido à pandemia de Covid-19, as sessões da Corte têm sido feitas remotamente. Entre os casos adiados, está a análise de um recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex do Guarujá, no litoral de São Paulo.

Comentários

Tops da Gazeta