últimas notícias
Subestação de energia elétrica foi atingida por um incêndio
Subestação de energia elétrica foi atingida por um incêndio
Foto: Reprodução

Ministério de Minas e Energia vai investigar causas do apagão no Amapá

Moradores do estado estão sem energia elétrica há três dias; subestação energia foi atingida por incêndio

Uma investigação para apurar as causas e consequências do incêndio que causou o apagão em 13 dos 16 municípios do Amapá foi aberta. A declaração foi feita pelo ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. As regiões do Estado estão sem energia elétrica desde a noite de terça-feira (3).

De acordo com o anúncio do ministro, a investigação será iniciada pelo Operador Nacional do Sistema (ONS) com prazo inicial de 30 dias.

"O ONS cumprindo protocolo abriu investigação para ser apresentada para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a quem caberá a análise final e encaminhar ao Ministério de Minas e Energia e também para o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico", disse o ministro.

Na noite desta quinta-feira, o prefeito de Macapá, Clécio Luis (sem partido), declarou estado de calamidade pública na cidade.

"Nós alteramos o decreto de calamidade pública, estava só para pandemia, em razão do apagão. Estamos tendo dificuldade de comprar outros tipos de insumos. Então o decreto de calamidade pública vai nos ajudar a resolver problemas nesses dias enquanto não se encontra solução definitiva do apagão", explicou o prefeito.

A falha no serviço elétrico está afetando o funcionamento das redes de telefonia e hospitais passaram a depender de geradores para seguir com atendimentos.

Incêndio

A subestação de energia elétrica localizada na zona norte de Macapá foi atingida por um incêndio na noite de terça-feira (3).

Segundo Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA), a subestação “atende o estado todo”. Como consequência do incêndio, diversos moradores ficaram sem energia elétrica.

Comentários

Tops da Gazeta