últimas notícias
Das 22.399 urnas eletrônicas, 26 (0,11%) foram substituídas, segundo o primeiro balanço divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo
Das 22.399 urnas eletrônicas, 26 (0,11%) foram substituídas, segundo o primeiro balanço divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Eleições em Macapá são adiadas pelo presidente do TSE

Luís Roberto Barroso atendeu ao pedido feito pela Justiça Eleitoral do município para suspender a realização das eleições devido às ações de vandalismo que estão sendo feitas

As eleições municipais de Macapá, capital do Amapá, foram adiadas. A decisão divulgada nesta quarta-feira é do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso.

O presidente do TSE atendeu ao pedido feito pela Justiça Eleitoral do município para suspender a realização das eleições devido às ações de vandalismo provocadas pela falta de luz no Macapá.

“Com essas considerações, tendo consultado todos os demais membros do tribunal, suspendo a realização das eleições municipais de Macapá/AP, até que se restabeleçam as condições materiais e técnicas para a realização do pleito, com segurança da população”, decidiu Barroso.

No documento enviado ao TSE, a Justiça Eleitoral afirmou que foi informada pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o Exército e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) que algumas ações de vandalismo estão sendo coordenadas por membros de facções criminosas.

“Convém destacar que no próximo domingo, dia 15.11.2020, várias manifestações estão sendo convocadas para demonstração de desagrado em frente aos locais de votação, o que colocaria em risco os eleitores da capital”, disse o TRE.

O adiantamento é válido apenas para Macapá e para o primeiro turno (marcado para o próximo domingo). A nova data não foi divulgada.

A votação no restante do Amapá será realizada no dia 15 de novembro, pois o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) afirmou que terá aparato policial para garantir a segurança da votação.

Apagão

O fornecimento de energia elétrica foi interrompido na terça-feira (3) após um transformador pegar fogo e ser totalmente destruído, de acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). A energia está sendo restabelecida em forma de rodízio de seis em seis horas.

Comentários

Tops da Gazeta