últimas notícias
Moradores fecharam a Linha Amarela, na manhã desta segunda, em protesto após morte de homem que ia para o trabalho
Moradores fecharam a Linha Amarela, na manhã desta segunda, em protesto após morte de homem que ia para o trabalho
Foto: Vitor Brugger/AM Press & Images/Folhapress

Moradores fazem protesto na Linha Amarela após morte de homem

Segundo a Polícia Militar, vítima teria sido atingido durante um tiroteio entre a polícia e traficantes da região; família culpa policiais pela morte

Um homem de 38 anos foi baleado na manhã desta segunda-feira (4) perto de um dos acessos à Cidade de Deus, na zona oeste do Rio de Janeiro. Após a morte, moradores fecharam a Linha Amarela, a poucos metros do local do incidente, em protesto.

Marcelo Guimarães era casado havia 21 anos e deixa dois filhos, uma de 19 anos de idade e um de 5, e foi atingido quando ia para o trabalho. Segundo a Polícia Militar, Marcelo teria sido atingido durante um tiroteio entre a polícia e traficantes da região. A família da vítima culpa policiais pela morte.

Marcelo, que estava numa moto, foi identificado como mototaxista. A viúva da vítima contou que viu o marido de bruços no chão na Linha Amarela e afirmou que no momento em que ele foi baleado não havia confronto.

De acordo com a assessoria da corporação, equipes do 18º BPM (Jacarepaguá) realizavam patrulhamento na região quando criminosos atiraram contra os policiais.

 

Comentários

Tops da Gazeta